Grupo espanca homem com enxada em praia de Florianópolis

Agressores também usaram ferramentas como facão e pá, além de pedaços de madeira contra a vítima; homem foi agredido enquanto discutia com a companheira

Um homem foi espancado com facão e enxada durante uma briga generalizada na Praia dos Ingleses, no Norte da Ilha, no domingo (18). O paranaense Paulo Vinicius do Nascimento, de 32 anos, discutia com a companheira quando um grupo decidiu intervir.

grupo espanca homem na Praia dos InglesesGrupo perseguiu e espancou homem que discutia com a companheira na Praia dos Ingleses – Foto: Reprodução/ND

No vídeo divulgado nas redes sociais é possível ver os agressores repreendendo Paulo enquanto ele discutia com a mulher. Em seguida, ele aparece sendo perseguido por cerca de oito pessoas até cair na beira do mar.

Além de usar objetos para machucá-lo, eles desferiram socos e chutes enquanto a vítima estava no chão. Segundo a Polícia Militar, o homem ficou com cortes na cabeça e nas costas.

De acordo com o boletim de ocorrência, durante a briga, um dos homens buscou uma faca e Paulo saiu correndo. Cerca de dois minutos depois, ele retornou ao local com duas pedras e se dirigiu ao grupo de agressores.

O grupo, então, usou facões, enxada, pá e pedaços de madeira para revidar. Ao fim da agressão, os guarda-vidas que estavam no local foram até Paulo e o levaram ao posto de atendimento. Os salva-vidas foram hostilizados pelos frequentadores da praia por não intervirem na briga.

Guarda-vidas hostilizados

De acordo com o tenente-coronel BM Diogo Losso, comandante 10º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina, os guarda-vidas são civis e não têm poder de polícia. Por isso, eles não poderiam apartar a briga.

“Não compete ao Corpo de Bombeiros intervir. Os guarda-vidas devem fazer salvamento e prevenção de afogamentos, assim como realizar o atendimento de pessoas que estejam precisando de atendimento médico. Eles são orientados a não interferir em qualquer tipo de briga”, aponta.

Os autores foram identificados na saída da praia e encaminhados para a central de polícia. Segundo a PM, três pessoas foram presas. O caso foi encaminhado à 7ª Delegacia de Polícia Civil, no bairro de Canasvieiras.

Acesse e receba notícias da Grande Florianópolis pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Polícia