“Há sinais de enforcamento”, diz delegado sobre corpo enrolado em cobertor em Chapecó

Vítima foi um homem de 33 anos que não teve a identidade revelada; investigações estão avançadas e já existem suspeitos do crime

A DIC (Divisão de Investigação Criminal) da PC (Polícia Civil) investiga a morte de um homem de 33 anos, em Chapecó, no Oeste de Santa Catarina. O corpo foi encontrado enrolado em um cobertor no fim da tarde da última sexta-feira (26), no bairro Bela Vista.

O cadáver, já em estado de decomposição, estava em um terreno baldio,  cerca de quatro metros distante da calçada, na rua Jacob Gisi. A PM (Polícia Militar) localizou o corpo após denúncias de moradores que reclamaram do forte cheiro. O IGP (Instituto Geral de Perícias) esteve no local para realizar perícia.

IGP realizou perícia no local. – Foto: Reprodução/NDIGP realizou perícia no local. – Foto: Reprodução/ND

Sinais de enforcamento

“Há sinais de enforcamento no corpo da vítima, mas ainda não estamos de posse do laudo pericial e, por consequência, não podemos prestar essa informação de forma técnica e categórica”, disse o delegado da DIC, Vagner Papini, responsável pelas investigações.

Segundo ele, a vítima estava com roupas e morta há cerca de dois dias. Também não havia outros sinais de violência como tiros ou golpes de faca. Papini salientou que as investigações estão avançadas e já existem suspeitos do crime. Outros detalhes não foram repassados.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Polícia