Homem de 53 anos morto a pedradas em SC teria assediado menina de 14 anos

Vilmar Edson dos Santos estava bebendo junto aos agressores, em uma casa no Meio-Oeste catarinense, quando teria passado a mão na irmã de um dos suspeitos

O homem que foi morto a pedradas, chutes e facadas na noite de sábado (29) em Curitibanos, no Meio-Oeste catarinense, teria assediado uma menina de 14 anos. Essas são as apurações preliminares divulgadas na noite desta segunda-feira (31) pela Polícia Civil, que ainda procura os três suspeitos do homicídio.

Raua Laveriano Rodrigues França, em CuritibanosHomicídio aconteceu neste sábado (29), em Curitibanos – Foto: Google Maps/Reprodução/ND

De acordo com o delegado Kleverson Parmezan, da Polícia Civil, a vítima de 53 anos teria passado a mão na adolescente, que é irmã de um dos suspeitos. Os agressores teriam entre 18 e 22 anos.

“Após isso, os autores correram atrás da vítima e a agrediram com facadas, socos, chutes e pedradas, e depois se evadiram”, informou a Polícia Civil, em nota.

Apesar dos jovens terem fugido com o carro da vítima, segundo o delegado trata-se de crime de homicídio qualificado. No início das diligências, a polícia trabalhava também com a hipótese de latrocínio.

Os suspeitos seguem sendo procurados pela polícia. “Segundo os familiares, desde o dia dos fatos os autores não entraram em contato”, informou Parmezan. “Eles não sabem onde estão, razão pela qual será representado por mandado de prisão.”

Entenda o caso

Vilmar Edson dos Santos, de 53 anos, morreu no local. Ela estava bebendo junto aos agressores, em um casa no bairro São José, na rua Laveriano Rodrigues França.

O sepultamento aconteceu no domingo (30), no Cemitério Municipal São Francisco de Assis, em Curitibanos.

O carro utilizado pelos suspeitos foi encontrado abandonado e apreendido em um local próximo à residência.

+

Polícia