Homem é acusado de enganar pessoas com curandeirismo e tem liberdade negada em SC

Homem já responde por outros crimes e delitos; ele tinha mandado de prisão desde o início do ano

Um homem acusado de enganar cerca de quatro pessoas em Santa Catarina solicitou pedido de liberdade, que não foi autorizado. Conforme o Tribunal de Justiça do Estado, ele teria praticado crimes de curandeirismo e falsa identidade, além de responder por outros delitos.

Homem tinha mandado de prisão desde fevereiro de 2021 – Foto: Arquivo/DivulgaçãoHomem tinha mandado de prisão desde fevereiro de 2021 – Foto: Arquivo/Divulgação

As quatro ocorrências aconteceram entre o período de agosto de 2018 a abril de 2020. Entre as vítimas, uma recebeu diagnóstico de pedra nos rins e prescrição de remédios e chás. O acusado, que não tem conhecimento sobre a medicina, vendeu os medicamentos por R$ 3,4 mil.

Segundo o TJSC, o pedido de habeas córpus feito pelo acusado, preso preventivamente, foi recusado devido à situação respondida pelo homem, que tinha um mandado de prisão desde fevereiro de 2021.

O homem é condenado por estelionato em Rio do Sul, responde por delitos em Brusque e tem registros policiais em Rio Grande do Sul. “Portanto, considerando que a fuga constitui fundamento do juízo de cautelaridade, a alegação de ausência de contemporaneidade não possui o condão de revogar a decisão que decretou a segregação provisória”, declarou a relatoria.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...