Homem é condenado por torturar e tentar matar filha, recém nascida, por conta do tom de pele

Em Criciúma, um homem desconfiado que não era o pai da criança, por conta do dom de pele mais claro da filha, diferente dos outros filhos do casal, praticou várias agressões contra a recém nascida.

A criança deu entrada no hospital diversas vezes, com lesões, pneumonias e assim o quadro ia se agravando.

A decisão da condenação foi unânime e o processo tramitou em segredo de Justiça.

Confira mais detalhes na reportagem.

+

Cidade Alerta SC