Homem é preso após estuprar jovem para ‘tentar curar’ orientação sexual

Na visão do criminoso, adolescente não poderia “decidir” ser lésbica antes de ter experiência sexual com algum homem

Após não concordar com orientação sexual de uma jovem, um homem de 52 anos foi preso pela Polícia Civil de Minas Gerais, na sexta-feira (12), suspeito de estuprar a adolescente. Ele seria amigo de família da vítima e a convidou para um passeio de bicicleta pelas estradas próximas ao sítio da avó dela.

<span style="font-family: Merriweather, sans-serif;">O crime ocorreu em 31 de janeiro, no sul de Minas Gerais</span> &#8211; Foto: Reprodução/NDO crime ocorreu em 31 de janeiro, no sul de Minas Gerais – Foto: Reprodução/ND

Durante o trajeto, no entanto, o homem começou a questioná-la sobre a orientação sexual dela e afirmou que a adolescente não poderia “decidir” ser lésbica antes de ter experiência sexual com algum homem.

“Em seguida, o suspeito cometeu uma série de atos libidinosos contra a vítima. Ele ainda teria proferido diversas ofensas de cunho homofóbico durante os abusos”, informou a polícia mineira, em nota.

Durante as investigações, a vítima foi atendida por meio de escuta especializada. Foram colhidos depoimentos de familiares da jovem. Após os levantamentos, a delegacia representou pela prisão temporária do suspeito.

“Ficou evidenciado que o homem havia praticado o estupro com a motivação de ‘corrigir’ a vítima em razão de sua orientação sexual, e, ainda, que ele estaria assediando familiares para dissuadir a adolescente da ideia de levar o caso adiante na polícia”, explicou o delegado Jorge Bruno Barbosa da Silva.

O investigado foi preso na residência dele, em Elói Mendes. Ele permanece no sistema prisional até o final das apurações e pode ser indiciado pelo crime de estupro corretivo, que passou a integrar o Código Penal em 2018.

+

Polícia