Homem é preso após estuprar, roubar e amarrar mulher na Grande Florianópolis

Após cometer o crime, o suspeito ainda roubou um veículo no pátio de uma empresa e tentou fugir para Florianópolis

Um homem de 33 anos foi preso após estuprar e roubar uma mulher, além de praticar outra série de furtos na cidade de São João Batista, na Grande Florianópolis. Os crimes aconteceram na madrugada da última quinta-feira (15).

Homem foi preso no último fim de semana por estupro e roubo – Foto: Polícia Civil/DivulgaçãoHomem foi preso no último fim de semana por estupro e roubo – Foto: Polícia Civil/Divulgação

De acordo com o delegado Marcelo Arruda, da Polícia Civil, o suspeito abordou uma mulher que estava indo para o trabalho, a ameaçou com um estilete e, em seguida, praticou o crime de estupro.

O homem ainda amarrou os braços da vítima, roubou o celular dela e a deixou em uma área de matagal da cidade. “A vítima está se recuperando, principalmente psicologicamente do trauma que sofreu, ela também teve lesões nos pulsos”, relata o delegado.

Na sequência, o suspeito ainda furtou um veículo Saveiro de uma empresa e objetos de uma casa que ficava no mesmo terreno. A empresa acionou a polícia comunicando o roubo.

Suspeito foi flagrado em Palhoça

O homem então fugiu com o automóvel para Florianópolis, porém, foi flagrado em Palhoça e preso no último domingo (17), uma vez que já havia um outro mandado de prisão ativo contra ele por roubo.

Segundo o delegado, o automóvel foi recuperado e devolvido a empresa. Após investigação, cerca de 48 horas após os crimes, a polícia conseguiu identificar o suspeito.

Houve o apoio da Divisão de Roubos e Antissequestro da Diretoria Estadual de Investigações Criminais nas investigações.

O mandado de prisão contra o homem pelos crimes de São João Batista foi cumprido nesta terça-feira (19) no presídio, uma vez que ele já estava preso com base em uma investigação da Delegacia de Repressão a Roubos da Capital.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...