Homem é preso suspeito de cultivar pés de maconha em Itaiópolis

Ele é apontado pela investigação como o responsável pelo cultivo da erva; outro suspeito de fornecer as mudas foi preso durante operação de combate ao tráfico

Um homem apontado como responsável por um cultivo de pés de maconha em uma propriedade de Itaiópolis, no Planalto Norte de Santa Catarina, foi preso na segunda-feira (13), na continuidade de uma operação contra o tráfico de drogas na cidade.

De acordo com a Polícia Civil, um primeiro envolvido já havia sido preso na operação na última quinta-feira (9). Ele seria o responsável por fornecer as mudas da erva.

Já o homem preso na segunda-feira era quem, de fato, fazia o cultivo. A polícia informou que a prisão é temporária a fim de viabilizar a continuidade das investigações.

Suspeito preso é apontado pela polícia como o responsável pelo cultivo da erva – Foto: Polícia Civil/DivulgaçãoSuspeito preso é apontado pela polícia como o responsável pelo cultivo da erva – Foto: Polícia Civil/Divulgação

O mandado de prisão foi cumprido por policiais civis e militares. O homem foi levado à delegacia, onde foi interrogado e na sequência encaminhado ao Presídio Regional de Mafra.

Operação contra o tráfico

A operação de combate ao tráfico começou na última quinta-feira (9), quando foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão em dois endereços.

Em um dos locais, os policiais não encontraram drogas, mas um homem foi detido por porte ilegal de arma, mas acabou sendo liberado após pagamento de fiança. Já na propriedade rural foram encontrados pés de maconha que já haviam sido colhidos.

Durante operação de combate ao tráfico, policiais encontraram uma plantação de maconha em uma propriedade rural – Foto: Polícia Civil/DivulgaçãoDurante operação de combate ao tráfico, policiais encontraram uma plantação de maconha em uma propriedade rural – Foto: Polícia Civil/Divulgação

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...