Homem morre em confronto com a PM após perseguição em Balneário Piçarras

Segundo a PM, ele teria participado de um assalto a uma casa no bairro Itacolomi, e disparou contra os policiais durante a perseguição

Após um roubo na noite deste domingo (2), um jovem de 22 anos morreu durante uma perseguição em Balneário Piçarras. Segundo a PM (Polícia Militar), ele teria disparado contra os policiais mesmo depois do carro que dirigia cair em uma vala.

Carro caiu em uma vala, autor teria disparado contra os policiais e foi alvejado – Foto: Polícia Militar/DivulgaçãoCarro caiu em uma vala, autor teria disparado contra os policiais e foi alvejado – Foto: Polícia Militar/Divulgação

O jovem teria participado de um assalto a uma casa no bairro Itacolomi, por volta das 21h. De acordo com a PM, os moradores da casa foram ameaçados e receberam socos e chutes.

Eletrônicos, joias, documentos, cartões e dinheiro em espécie, além de dois carros, foram levados da casa. O Honda/FIT e o Jeep/Renegade foram usados pelos assaltantes para fugir.

Um dos carros foi abandonado depois da perseguição – Foto: Polícia Militar/DivulgaçãoUm dos carros foi abandonado depois da perseguição – Foto: Polícia Militar/Divulgação

A polícia montou barreiras nas principais saídas da cidade, entre Penha e Navegantes. Ao passar pelos policiais, os assaltantes passaram a disparar contra os agentes. O Jeep/Renegade seguiu sentido praia, enquanto o Honda/FIT seguiu disparando contra os policiais, até cair em uma vala.

Segundo a PM, o homem continuou disparando até que foi atingido pelos policiais. Ele foi socorrido pelos Bombeiros Voluntários e conduzido ao Hospital de Navegantes, mas não resistiu e morreu.

O Jeep/Renegade, onde a polícia acredita que os outros assaltantes estavam, foi abandonado. Os demais suspeitos do crime não foram localizados.

Os veículos foram recolhidos e devem ser devolvidos aos donos.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia