Homem que executou com 13 tiros vítima em São José é condenado a 29 anos de prisão

Vítima estava trabalhando quando foi morta por ter, supostamente, se apropriado de duas pistolas que pertenciam à uma facção

O MPSC (Ministério Público de Santa Catarina) condenou um dos acusados pelo homicídio de um homem em uma lavação de automóveis em São José, na Grande Florianópolis. A pena de 29 anos e seis meses de reclusão foi decidida pelo Tribunal do Júri da Comarca de São José, na última quarta-feira (18).

Suspeito terá que cumprir a pena em regime fechado e não poderá recorrer desta decisão. Foto: PMSC/Divulgação/NDSuspeito terá que cumprir a pena em regime fechado e não poderá recorrer desta decisão. Foto: PMSC/Divulgação/ND

O crime aconteceu em 12 de julho de 2019 e agora teve a sentença divulgada. De acordo com o MP, a vítima foi executada com 13 tiros por, supostamente, ter se apropriado de duas pistolas pertencentes à organização criminosa.

A execução começou quando dois autores foram até uma loja de lavagem de veículos, onde a vítima trabalhava. O trabalhador foi então surpreendido com 13 tiros de pistola, executando-o dentro de um veículo que levava.

O Promotor de Justiça Diego Henrique Siqueira Ferreira defendeu em Tribunal que o crime foi praticado por motivo torpe, por dissimulação e, ainda, dificultando a defesa da vítima. Outro crime também acusado é de que o réu integrava uma facção.

A pena de 29 anos e 6 meses de reclusão deverá ser cumprida em regime inicial fechado. Na audiência ficou decidido ainda que o réu não terá o direito de recorrer da sentença em liberdade.

Os outros dois acusados já tinham sido julgados anteriormente. Um deles foi condenado e o outro absolvido. De acordo com o MP, os nomes não são divulgados em função de o processo estar em segredo de Justiça.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...