Homem que matou a própria filha em SC já havia feito ameaças de morte à ex-mulher

Segundo informações da Polícia Civil, Claudinei tinha histórico de violência doméstica contra ex-companheira

A Polícia Civil concluiu as investigações sobre o caso de feminicídio em Rodeio, onde um homem matou a própria filha.

Após ouvir as vítimas do caso, os policiais constataram que Claudinei Tizon, de 42 anos, tinha um histórico de violência doméstica e já havia ameaçado matar a ex-mulher.

Claudinei Tizon (esquerda) era contra a separação e ameaçava a ex-mulher (direita) – Foto: Stêvão Limana/NDTV BlumenauClaudinei Tizon (esquerda) era contra a separação e ameaçava a ex-mulher (direita) – Foto: Stêvão Limana/NDTV Blumenau

Segundo o delegado Ronnie Esteves, responsável pelo caso, Claudete Tizon, sofria com ameaças e agressões mas, por medo, nunca chegou a dar queixa à polícia.

Ainda conforme o que a ex-mulher alegou aos policiais, em todas as discussões Claudinei afirmava que se ela se separasse ele a mataria, mataria os filhos e também quem tentasse impedi-lo.

Claudinei deu três facadas na filha

No dia do crime, Claudinei chegou à casa da família da ex-companheira e, em posse de uma arma de fogo, agride o ex-sogro.

Na sequência, o homem dá golpes de faca nas costas da ex-sogra e também no ex-cunhado, que tentava impedi-lo.

Claudete, ex-mulher do agressor, também na tentativa de impedir Claudinei, acaba sendo esfaqueada no peito e em outras partes do corpo.

Géssica, ao assistir a cena, avança contra o pai e acaba levando três facadas no peito.

Relembre o caso

O caso aconteceu na localidade de Rio Belo, em Rodeio. Claudinei além de matar a própria filha também esfaqueou outras quatro pessoas da família: a ex-mulher, o ex-sogro, a ex-sogra e o ex-cunhado.

Segundo informações da Polícia Militar o agressor teria dado tiros com um rifle calibre .22 antes de golpear fatalmente a filha, Géssica Dias Tizon, de 21 anos.

>> Leia mais: Autista e dedicada: quem era Géssica Tizon, jovem assassinada pelo próprio pai em SC

No dia 13 de abril, a Justiça acatou o pedido da Polícia Civil e converteu a prisão em flagrante em prisão preventiva de Claudinei, pelo assassinato da própria filha.

O homem segue no Presídio Regional de Blumenau enquanto aguarda julgamento.

Géssica Dias Tizon foi morta pelo próprio pai - Facebook/Reprodução
1 5

Géssica Dias Tizon foi morta pelo próprio pai - Facebook/Reprodução

Após matar a jovem, ele ainda esfaqueou a ex-companheira, Claudete Tizon, de 39 anos, a ex-sogra, de 56 anos, o ex-sogro, de 61, e o ex-cunhado, de 34 anos. Segundo o Corpo de Bombeiros Voluntários da União, que socorreu as vítimas, na casa também estavam duas crianças com deficiência, mas elas não tinham ferimentos e ficaram sob os cuidados do Conselho Tutelar e da Assistência Social - Stevão Limana/NDTV
2 5

Após matar a jovem, ele ainda esfaqueou a ex-companheira, Claudete Tizon, de 39 anos, a ex-sogra, de 56 anos, o ex-sogro, de 61, e o ex-cunhado, de 34 anos. Segundo o Corpo de Bombeiros Voluntários da União, que socorreu as vítimas, na casa também estavam duas crianças com deficiência, mas elas não tinham ferimentos e ficaram sob os cuidados do Conselho Tutelar e da Assistência Social - Stevão Limana/NDTV

Depois do ataque, o homem fugiu do local e voltou para a própria casa. No local, os policiais encontraram rastros de sangue que seguiam em direção a um matagal nos fundos da residência. - Stevão Limana/NDTV
3 5

Depois do ataque, o homem fugiu do local e voltou para a própria casa. No local, os policiais encontraram rastros de sangue que seguiam em direção a um matagal nos fundos da residência. - Stevão Limana/NDTV

De acordo com informações da Polícia Militar, o agressor, de 42 anos, teria dado tiros com um rifle calibre .22 antes de golpear fatalmente a filha, identificada como Géssica Dias Tizon, de 21 anos. O caso ocorreu na localidade de Rio Belo. - Stevão Limana/NDTV
4 5

De acordo com informações da Polícia Militar, o agressor, de 42 anos, teria dado tiros com um rifle calibre .22 antes de golpear fatalmente a filha, identificada como Géssica Dias Tizon, de 21 anos. O caso ocorreu na localidade de Rio Belo. - Stevão Limana/NDTV

O agressor foi encontrado caído em um córrego com cortes nos pulsos, pés e uma perfuração no abdômen. As vítimas e o agressor foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e pelo Samu e encaminhados ao hospital - Stevão Limana/NDTV
5 5

O agressor foi encontrado caído em um córrego com cortes nos pulsos, pés e uma perfuração no abdômen. As vítimas e o agressor foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros e pelo Samu e encaminhados ao hospital - Stevão Limana/NDTV

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Polícia