Idosa chama Guarda Municipal de Itajaí por medo que filho alcóolatra a matasse

Mulher de 72 anos contou que o filho a ameaçava e vendia as coisas de casa para conseguir comprar bebida

Vivendo sozinha com seu único filho e dependente de uma cadeira de rodas para se locomover, a idosa de 72 anos só comia de forma adequada quando algum vizinho lhe levava comida.

Nesta terça-feira (2), a moradora da rua das Azaleia, bairro Cidade Nova em Itajaí, Litoral Norte de SC, ficou com medo das ameaças de seu filho e decidiu mandar uma mensagem à GMI (Guarda Municipal de Itajaí), pedindo socorro.

Idosa contou que era ameaçada pelo filho e dependia dos vizinhos para comer – Foto: GMI/DvivulgaçãoIdosa contou que era ameaçada pelo filho e dependia dos vizinhos para comer – Foto: GMI/Dvivulgação

De acordo com o relato dos guardas, o local estava precário e muito sujo, o homem foi preso por receber os policiais com uma faca e ameaçar os agentes. Guardas divulgou imagens da casa completamente suja e desorganizada.

Casa em que a idosa morava com o filho estava em situação precária de higiene - GMI/Divulgação
1 4

Casa em que a idosa morava com o filho estava em situação precária de higiene - GMI/Divulgação

Idosa contou que dependia dos vizinhos para comer - GMI/Divulgação
2 4

Idosa contou que dependia dos vizinhos para comer - GMI/Divulgação

Filho era alcóolatra e ameaçava a mãe e vendias as coisas de casa para comprar bebida - GMI/Divulgação
3 4

Filho era alcóolatra e ameaçava a mãe e vendias as coisas de casa para comprar bebida - GMI/Divulgação

Guarda Municipal foi chamada pela própria idosa, que estava com medo das ameaças do filho - GMI/Divulgação
4 4

Guarda Municipal foi chamada pela própria idosa, que estava com medo das ameaças do filho - GMI/Divulgação

Aos policiais a idosa contou que seu filho bebia muito, a ameaçava e vendia as coisas de casa para poder comprar bebida alcóolica. O homem é filho único e sempre morou com a mãe.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia