Intestino exposto: vídeos mostram casal na praia, desespero e socorro

Rapaz de 21 anos foi encontrado em praia com a barriga aberta e socorrido na madrugada do dia 16 de janeiro; desde então o caso é investigado pela Polícia Civil

O caso do jovem, de 21 anos, encontrado com a barriga aberta na Praia do Ermitão, em Guarapari, no Espírito Santo, ainda é investigado pela Polícia Civil. O crime ocorreu na madrugada de 16 de janeiro e intriga moradores e as autoridades locais. As informações são do portal Folha Vitória.

Imagem mostra cena de crime em Guarapari – Foto: Reprodução/NDImagem mostra cena de crime em Guarapari – Foto: Reprodução/ND

Imagens obtidas com exclusividade pelo Cidade Alerta Espírito Santo, da Record TV, mostram a chegada do casal ao Parque Morro da Pescaria onde fica a praia.  O conteúdo deve ajudar a polícia na investigação do caso.

O relógio da câmera marcava 21h01, de 15 de janeiro, quando o casal aparece caminhando pela lateral da Praia do Morro. Os dois caminham em direção às pedras que dão acesso a uma trilha, uma entrada alternativa que fica fora do portão principal, que estava fechado. Ele carrega uma lanterna e uma mochila nas costas. Já ela segue logo atrás dele.

Quase sete horas depois, a mulher, de 20 anos, aparece nas imagens pedindo ajuda ao vigia do parque, que não aparece no vídeo devido ao ângulo da câmera. Fontes contaram à reportagem que 10 minutos depois do pedido de socorro, o vigia ligou para a central do parque e informou o ocorrido.

  • Às 4h26, a menina aparece ao lado do pai. Eles aparentam estar desesperados. O homem fala com alguém ao telefone.
  • Às 4h42, a menina aparece nas imagens sentada em um banco. Ela usa o telefone para ligar para alguém.
  • Às 5h16, os socorristas do Samu e os bombeiros chegam ao local. O rapaz, que já estava com o corte na barriga e sem parte do intestino, é socorrido.
  • Às 6h00, ele é levado de maca para a ambulância.

O jovem foi atendido pelo Samu e levado o Hospital Estadual de Urgência e Emergência de Vitória. Depois, ele foi transferido para um hospital particular, onde permanece internado. A namorada do rapaz também teve ferimentos. Ela foi levada pelos familiares para um hospital em Anchieta, no Sul do Espírito Santo, e já teve alta.

O que fiz a defesa?

Lécio Machado, advogado que representa a família,  afirmou que o rapaz e namorada foram à praia do Ermitão para um luau. O encontro seria uma despedida, já que o jovem ia viajar para os Estados Unidos.

Foto mostra como o rapaz foi encontrado em praia de Guarapari. – Foto: Internet/NDFoto mostra como o rapaz foi encontrado em praia de Guarapari. – Foto: Internet/ND

Ele disse ao portal Folha Vitória que o casal usou entorpecente e bebida alcoólica no dia do crime. “Eles experimentaram uma droga, não posso dizer qual é. Nenhum dos dois tinham experiência com drogas. Eles também ingeriram bebida alcoólica, beberam vinho”, disse.

Logo após o crime, o caso ganhou repercussão nacional e diversas especulações surgiram sobre o que teria ocorrido na praia. Uma das versões levantadas afirmava que a namorada do rapaz, que supostamente seria uma estudante de medicina, teria retirado o intestino do jovem enquanto eles estavam drogados.

A versão, no entanto, não é confirmada pela polícia. O advogado também negou esta versão. “Diferente do que circula, eles não são da área da medicina. Ele é da área da tecnologia e ela terminou o ensino médio e está cursando pré-vestibular. É importante destacar que ela também foi vítima, também foi machucada”, frisou.

Família pede punição

As famílias das vítimas divulgaram uma carta em que afirmam que o casal foi “vítima de terceiros ainda não identificados”. Os pais do rapaz e da jovem pedem punição aos envolvidos no crime.

Nota das famílias – Foto: Reprodução/NDNota das famílias – Foto: Reprodução/ND

Ainda segundo a carta, os dois jovens estão em recuperação física e psicológica, por isso, a família preferiu manter, por enquanto, o sigilo sobre o caso.

A Polícia Civil informou que a investigação está sob sigilo e que depoimento estão sendo coletados.  “No momento correto, informações serão divulgadas à imprensa. A equipe de policiais que atua no caso é de extrema competência e atuará no prazo previsto em lei para elucidação do fato”, reforçou.

+

Polícia

Loading...