Irmãos confessam terem executado cunhado a facadas e pedradas em Criciúma

Os dois suspeitos foram presos e encaminhados ao presídio, onde tiveram prisão temporária de 30 dias decretada

Dois irmãos, um de 21 e outro de 28 anos, foram encaminhados ao Presídio Regional de Criciúma após terem confessado às autoridades da DIC (Divisão de Investigação Criminal) que mataram a golpes de faca e  pedradas o cunhado de ambos, Filipe da Silva Martinho, de 30 anos.

Polícia CivilIrmãos se entregam à polícia e confessam autoria em assassinato ocorrido em setembro no município Criciúma, no Sul catarinense – Foto: Divulgação/ND

O crime aconteceu em 18 de setembro, em Criciúma, e desde então o paradeiro da dupla era desconhecido pela Polícia Civil. Nesta segunda-feira (25) os suspeitos se apresentaram à DIC.

Eles estavam acompanhados de um advogado, da mãe e irmã (esposa da vítima), que presenciaram o ocorrido, e também estavam em local incerto desde a data do homicídio.

Confissão

Segundo o coordenador da DHPP (Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa) da DIC de Criciúma e delegado, André Milanese, os suspeitos revelaram ter matado Filipe por medo de sofrerem represália, pois durante a briga, a vítima, supostamente, os teriam ameaçado de morte.

As investigações também apontam que a briga começou com uma discussão familiar sobre a guarda de uma sobrinha dos suspeitos, enteada da vítima.

Prisão decretada

Diante das declarações e provas contra o suspeito, o Juízo da 1ª Vara Criminal de Criciúma decretou a prisão temporária dos investigados. Eles tiveram a prisão temporária de 30 dias decretada.

Segundo o delegado, com o fim do inquérito policial, ele pedirá a conversão da prisão temporária dos suspeitos em preventiva.

+

Polícia

Loading...