Justiça manda soltar caseiro suspeito de facilitar fuga de Lázaro Barbosa

O segundo homem detido, o fazendeiro Elmi Caetano Evangelista, de 74 anos, continua preso na unidade prisional de Águas Lindas (GO)

A Justiça concedeu nesta sexta-feira (25) liberdade provisória para o caseiro Alain de Santana, de 33 anos, preso suspeito de facilitar a fuga de Lázaro Barbosa, o serial killer perseguido há 17 dias pela polícia de Goiás. O segundo homem detido, o fazendeiro Elmi Caetano Evangelista, de 74 anos, continua preso na unidade prisional de Águas Lindas (GO).

Caso Lázaro: Justiça manda soltar caseiro e mantém fazendeiro preso – Foto: Reprodução/ Record TVCaso Lázaro: Justiça manda soltar caseiro e mantém fazendeiro preso – Foto: Reprodução/ Record TV

Em seu depoimento, Alain afirmou que sofreu ameaças de Lázaro durante o tempo em que eles acobertaram o serial killer em uma fazenda na região de Girassol, em Goiás. “‘Sei onde sua família mora”, teria dito o fugitivo, segundo o depoimento do suspeito antes da transferência deles para a cadeia pública de Águas Lindas de Goiás.

Os dois passaram por uma audiência de custódia na tarde desta sexta e, segundo o advogado de Alain, Adenilson dos Santos, o Ministério Público pediu a prisão preventiva de Elmi.

O advogado disse ainda que dois fatores podem ter comprometido Alain e influenciado sua prisão. Ele cumpre pena em regime semi-aberto por roubo e receptação e sua mulher mora nos fundos da casa do pai de Lázaro.

“Ele conhecia o pai do Lázaro, tem essa coincidênia que a esposa dele mora anos fundos da casa do pai do Lázaro, talvez essa coincidência tenha prejudicado ele”, disse Santos à Record TV.

Também nesta sexta-feira, uma carta encontrada por uma moradora de uma chácara na região de Águas Lindas, e que pode ter sido escrita por Lázaro, foi entregue para perícia. A força tarefa manteve ao longo do dia as buscas na região de chácara onde os dois suspeitos foram presos.

+

Polícia

Loading...