Justiça vai analisar prisão de motorista que atropelou casal na BR-101

Motorista está detido na Central de Plantão Policial, em Balneário Camboriú. Ele foi preso em flagrante depois de dirigir por mais de 30 quilômetros

Está sob análise do Judiciário o flagrante de prisão do motorista que atropelou um casal em uma moto, fugiu e dirigiu por mais de 30 quilômetros com uma das vítimas penduradas na cabine na BR-101, em Santa Catarina, na tarde deste sábado (6). Ele foi detido em Balneário Camboriú e segue na Central de Plantão Policial.

Caminhoneiro foi preso após arrastar moto por 32 km – Foto: Reprodução/NDCaminhoneiro foi preso após arrastar moto por 32 km – Foto: Reprodução/ND

O caso foi encaminhado pela Polícia Rodoviária Federal e a Polícia Militar, que o prenderam na BR-101. A Justiça deve decidir em 24h para decidir se mantém ou não a prisão.

Caso a decisão seja para que ele continue preso, o motorista deve ser encaminhado ao sistema prisional catarinense.

O motorista do caminhão colidiu na traseira de uma motocicleta e seguiu em frente sem prestar socorro. Segundo o delegado Uiliam Soares da Silva, responsável pelo caso, a Polícia Civil indiciou o motorista por dupla tentativa de homicídio qualificado, porque ele impossibilitou a defesa das vítimas. “Não foi um acidente de trânsito. Ele jogou o caminhão em cima dos motociclistas com o intuito de causar a morte”, disse o delegado.

De acordo com a Polícia Civil, ele por tentativa de homicídio qualificado pela utilização de recurso que impossibilitou a defesa da vítima; por conduzir veículo automotor com capacidade psicomotora alterada em razão da influência de álcool ou de outra substância psicoativa que determine dependência; fuga de local de acidente de trânsito e posse de drogas para consumo próprio (já que foi encontrado dentro do caminhão uma porção de cocaína).

“Estava num sonho”

De acordo com o delegado, o caminhoneiro é do Rio Grande do Sul e disse que voltava de uma viagem a São Paulo. “Ele afirmou que não ia falar porque não se lembrava dos fatos. Falou que achou que estava num sonho e não sabe nem precisar o que fez. Disse que estava há muito tempo sem dormir, que fez uso de rebite para ficar acordado e que pode ter usado cocaína e remédio tarja preta”, disse o delegado.

Vítima está internada em estado gravíssimo

O casal que estava na moto vinha de um passeio a Campo Alegre, no Planalto Norte. Eles costumavam passear pelas cidades com a motocicleta nova, sonho do marido, comprada há cerca de dois meses.

Anderson e Sandra voltavam de um passeio a Campo Alegre quando o acidente aconteceu – Foto: Redes sociais/NDAnderson e Sandra voltavam de um passeio a Campo Alegre quando o acidente aconteceu – Foto: Redes sociais/ND

A passageira da moto, Sandra Pereira, de 47 anos, continua internada em estado gravíssimo no Hospital Marieta Konder Bornhausen, em Itajaí. Segundo um familiar do casal, ela teve perfurações em órgãos, lesões na face e quebrou o fêmur e a bacia.

Já o marido dela, Anderson Pereira, foi encaminhado para o Hospital Ruth Cardoso, em Balneário Camboriú, e deve receber alta ainda neste domingo (7), embora esteja muito abalado.

Motorista foi hostilizado e agredido

Após a parada, o caminhoneiro foi retirado à força do veículo por pessoas que assistiram à cena. Vídeos mostram ele sendo hostilizado e agredido antes de ser levado à delegacia pela Polícia Militar.

Caminhoneiro foi retirado à força do caminhão após dirigir por mais de 30 km com homem pendurado na cabine – Foto: Redes sociais/NDCaminhoneiro foi retirado à força do caminhão após dirigir por mais de 30 km com homem pendurado na cabine – Foto: Redes sociais/ND

Imagens mostram o momento em que o motorista é puxado para fora do veículo por três homens e parece estar com o comportamento alterado. Ao sair do caminhão, ele é agredido.

Outro vídeo exibe o momento em que o caminhoneiro é colocado na viatura da Polícia Militar com gritos de indignação de quem acompanhou a situação.

Imagens assustadoras

As imagens foram gravadas pela apresentadora do RIC Notícias, da RICTV, Simone Hammes. Ela presenciou o momento em que o caminhoneiro atingiu a moto.

Segundo a apresentadora, antes mesmo do ocorrido, o motorista do semi-reboque estava dirigindo em alta velocidade e realizando ultrapassagens pelo acostamento da rodovia.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Polícia