Lázaro Barbosa foi autor de estupro de uma jovem no DF, confirma polícia

Exames genéticos feitos após a morte do serial killer permitiram a descoberta; abuso sexual foi cometido em abril deste ano

O serial killer Lázaro Barbosa, que foi morto pela polícia no dia 28 de junho em Águas Lindas de Goiás, após 20 dias de caça, foi o autor de um abuso sexual cometido em abril deste ano, no Distrito Federal.

A polícia conseguiu identificar a autoria do crime por meio de exames genéticos feitos após a morte do homem de 32 anos. As informações são do R7 e Record TV.

Família de Lázaro Barbosa ainda não compareceu ao IML para retirar seu corpo – Foto: Reprodução/NDFamília de Lázaro Barbosa ainda não compareceu ao IML para retirar seu corpo – Foto: Reprodução/ND

registros de crimes de Lázaro na Bahia, onde nasceu, e em Goiás e Distrito Federal. Segundo as informações da polícia, suas ações seguiam um padrão de tortura humilhação e crueldade.

Com os exames genéticos, não se descarta a chance de novos crimes cometidos por Lázaro virem à tona.

O estupro foi confirmado nesta sexta-feira (2). O crime foi cometido em 26 de abril, minutos após a invasão de uma casa de família no Distrito Federal.

Duas semanas depois, Lázaro invadiu a chácara da família Vidal e matou o casal e os dois filhos. Pai e filhos foram trancados em um quarto, mas Cleonice foi levada para um matagal e foi violentada antes de morrer.

“Conclusão veio a partir de provas objetivas, impressão digital coletada assim como material genético”, explicou a delegada Adriana Romana.

+

Polícia

Loading...