“Loba do Tinder” é presa após extorquir mais de 100 homens

Patrícia Coutinho Pereira pedia empréstimos e chantageava as vítimas, já que a maioria dos encontros eram com homens casados

A mulher conhecida como “Loba do Tinder” foi presa pela Polícia Civil de Campinas nesta quinta-feira (10). Patrícia Coutinho Pereira é acusada de ter feito mais de 100 vítimas no aplicativo de relacionamentos, segundo informações do UOL.

Patricia coleciona mais de 100 vítimas, dentre elas, um homem que chegou a extorquiu a quantia de R$ 50 mil – Foto: Reprodução/FacebookPatricia coleciona mais de 100 vítimas, dentre elas, um homem que chegou a extorquiu a quantia de R$ 50 mil – Foto: Reprodução/Facebook

Patrícia era procurada pela polícia do Distrito Federal desde 2018 pelos crimes de estelionato, difamação e extorsão realizados durante o uso do aplicativo. Nas redes sociais, ela dizia ser advogada e empresária.

Conforme o delegado responsável pelo caso no DF, Ataliba Neto, a “Loba do Tinder” aplicava o golpe após ter relações sexuais com as vítimas, pedindo empréstimos por conta de problemas familiares.

Outra forma de conseguir dinheiro era chantagear as vítimas, já que a maioria dos encontros eram com homens casados.

Em um único caso, a extorsão chegou a quantia de R$ 50 mil. Até o momento, há vítimas no Distrito Federal, Minas Gerais e São Paulo, segundo a polícia.

+

Polícia