Mãe é suspeita de espancar filho em Balneário Camboriú

Ela foi presa, mas já está solta; menino de apenas cinco anos tem marcas de espancamento na cabeça e nas costas

Uma mulher é suspeita de ter espancado o próprio filho, de apenas cinco anos de idade. O caso foi denunciado para o Conselho Tutelar de Balneário Camboriú pela babá do menino e da irmã, uma bebê de seis meses.

A mãe das crianças foi presa, mas já está em liberdade, depois de audiência de custódia. Os pequenos foram encaminhados ao acolhimento institucional e a Justiça deve definir se eles irão para a família extensa (que pode ser tios, avós ou primos).

Menino com marcas de agressão nas costas.Menino tem marcas de agressões nas costas, além da cabeça. – Foto: Reprodução/Conselho Tutelar BC

Segundo a presidente do Conselho Tutelar da cidade, Camile Amorim, o menino tinha marcas de um rodo, nas costas e na cabeça. De acordo com ela, o menino pedia para que a mãe prometesse que ele não apanharia mais. A bebê, de seis meses, não apresentava marcas de agressões.

O menino foi levado ao hospital para fazer radiografias, mas não teve lesões mais graves. A conselheira conta que as agressões aconteciam por motivos fúteis. “A criança apanhava por diversos motivos: porque queria ir ao banheiro, ou porque a mãe não deixou ir ao banheiro e ela urinou nas calças. São motivos fúteis, demonstrando que não há afeto, que não há cuidado, amor”, conta a presidente do Conselho Tutelar.

As agressões aconteceram outras vezes, mas não foram denunciadas. “É por isso que os vizinhos devem estar atentos e denunciar. A gente não sabe o que poderia ter acontecido”, pontua Amorim.

O telefone do Conselho Tutelar de Balneário Camboriú para denúncias é o (47) 98883-7585.

*Com informações da NDTV Record TV. 

Acesse e receba notícias de Itajaí e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Polícia