Mãe mata filho autista após surto durante o isolamento social

Inglesa tinha transtornos psiquiátricos e teve quadro agravado durante confinamento. Criança foi morta asfixiada por uma esponja de banho

Uma mãe confessou ter matado o próprio filho, de 10 anos, após surto durante isolamento social provocado pela pandemia da Covid-19. Olga Freeman sofria de transtornos mentais e estaria tendo problemas para cuidar do filho autista.

mãe e filho autistaAntes da pandemia, ele frequentava uma escola especial durante cinco dias na semana, mas com o confinamento, a instituição foi fechada – Foto: Facebook/Reprodução

A criança teria ainda atraso no desenvolvimento neurológico global e miopia progressiva, além de dificuldades significativas de linguagem e comunicação, e precisava de 24h de cuidados. Antes da pandemia, ele frequentava uma escola especial durante cinco dias na semana, mas com o confinamento no Reino Unido, a instituição foi fechada, o que teria piorado a situação psicológica da mãe. 

De acordo com informações do jornal The Mirror, a criança foi encontrada asfixiada por uma esponja de banho em sua cama em Londres, na Inglaterra. O assassinato ocorreu no dia 15 de agosto de 2020, mas a condenação foi finalizada recentemente.

+

Polícia

Loading...