Mandante de tiros que feriram grávida e policial é preso na Grande Florianópolis

Segundo a Polícia Militar, homem detido é uma das principais lideranças do tráfico de drogas na região Continental da Capital

O homem apontado como mandante dos disparos que feriram uma policial militar e uma mulher grávida foi preso na quarta-feira (9), no município de Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis.

Mandante de tiros que feriram grávida e policial na comunidade Chico Mendes é preso na Grande Florianópolis – Foto: Giovanni Silva/Reprodução/NDMandante de tiros que feriram grávida e policial na comunidade Chico Mendes é preso na Grande Florianópolis – Foto: Giovanni Silva/Reprodução/ND

A policial e a gestante, que estava como passageira de um carro de serviço por aplicativo, foram alvejadas na madrugada do dia 25 de dezembro de 2020, no bairro Monte Cristo, em Florianópolis. De acordo com a polícia, a guarnição do 22º BPM estava na comunidade Chico Mendes para encerrar um baile funk.

A Polícia Militar informou que o homem detido é uma das principais lideranças do tráfico de drogas na região Continental de Florianópolis.

Segundo o comandante do 22º BPM, tenente-coronel Maurício Gonçalves Viríssimo, o homem chegou a ser preso no dia 26 de dezembro por desrespeitar medidas cautelares impostas pelo Poder Judiciário, enquanto cumpria regime de prisão semiaberto.

Ainda de acordo com o comandante, na ocasião, ele já era suspeito de ser o mandante dos disparos que atingiram a policial e a mulher grávida. O homem detido acabou liberado por um habeas corpus.

Investigações levaram à prisão

A Delegacia de Homicídios passou a investigar o caso e após troca de informações com o 22º BPM, houve a constatação de que o homem é o mandante das tentativas de homicídio.

Segundo a Polícia Militar, o homem estaria incomodado com a presença policial na comunidade Chico Mendes, uma vez que ele é apontado como um dos organizadores dos bailes funk promovidos na região. Além disso, ele também é proprietário de uma central de bebidas no local.

Com base nas diligências, foi emitido um mandado de prisão preventiva contra o homem, que se encontrava em Santo Amaro da Imperatriz. O homem foi encaminhado para o Presídio da Capital.

A policial militar, que foi atingida na perna, passou por cirurgia e voltou ao trabalho cerca de um mês depois da ocorrência. A mulher grávida foi alvejada na região da lombar e abortou o feto.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia