‘Me omitiram socorro’: mulher de atacante dá detalhes de assédio em estádio de Brusque

Bruna Miller foi assediada e agredida por um torcedor durante a semifinal do campeonato Catarinense neste domingo (27), ao ND+ ela contou os detalhes do ocorrido

“Eu só queria que eles ajudassem alguém que não é famosa e que tivessem entendido que eu precisava de socorro”. A semifinal entre Brusque e Concórdia neste domingo (27), foi marcada por um episódio de assédio sexual contra Bruna Miller Maciel, mulher do atacante do Brusque FC em meio ao estádio Augusto Bauer lotado.

Bruna passou por momentos de medo após ser assediada por um torcedor na arquibancada, quando foi pedir ajuda às autoridades, ouviu que nada podia ser feito.

Bruna disse que por ter pintado o cabelo não foi reconhecida como esposa do atacante Fernandinho – Foto: Reprodução/InternetBruna disse que por ter pintado o cabelo não foi reconhecida como esposa do atacante Fernandinho – Foto: Reprodução/Internet

De acordo com Bruna, a atitude das autoridades só foi tomada depois que souberam que ela era casada com um homem famoso, no caso o Fernandinho atacante do Brusque Futebol Clube, que disputava naquela tarde a semifinal do campeonato Catarinense.

Bruna usou as redes sociais para denunciar o assédio que sofreu de um torcedor. “Eu acabei de ser assediada. Tentaram me agarrar aqui no estádio. O cara tentou me agredir e me falou um monte de coisas”, relatou em um publicação.

Mulher do atacante Fernandinho, do Brusque, denunciou assédio no estádio – Vídeo: Reprodução/Internet/ND

Ao ND+ Bruna contou mais detalhes do assédio que sofreu. Ela estava na arquibancada, quando o torcedor começou a gesticular e encostar nela e ela pediu para que ele não a tocasse.

“Eu pedi por favor não encosta em mim. Ele começou a articular com a mão na minha cara. Conti a torcida para que não houvesse confusão pois eu estava com 3 crianças e falei que iria chamar a polícia”, começa.

Recentemente Bruna pintou o cabelo de preto e não se identificou no estádio como esposa do jogador, quando foi pedir ajuda foi como qualquer outra pessoa dentro do estádio, ouviu que nada poderia ser feito.

Bruna conta que só foi atendida pela Polícia Militar, quando souberam que ela era mulher de Fernandinho, atacante do Brusque – Foto: Reprodução/InternetBruna conta que só foi atendida pela Polícia Militar, quando souberam que ela era mulher de Fernandinho, atacante do Brusque – Foto: Reprodução/Internet

“Eu preciso me identificar como esposa pra ter ajuda? Porque só estou tendo voz porque descobriram que eu sou esposa. Se acusassem o meu marido disso, ele estaria em todas as capas de jornais só porque ele é figura pública”, questiona Bruna.

“Eu queria que a violência tivesse sido prioridade e que no momento do ato tivessem chamado meu marido, o dia que era pra ser mais importante da carreira do meu marido, foi o dia que me senti mais impotente e humilhada. Me omitiram socorro, porque pintei o cabelo e não me identifiquei”, continuou Bruna.

Ela completou que no momento um outro torcedor a ajudou a encontrar o celular e filmar o homem que a agarrou. “O estádio todo me viu gritando, pedindo ajuda e ninguém pôde fazer nada”, completa.

Bruna Maciel, esposa do atacante Fernandinho, do Brusque, sofreu assédio durante semifinal do Catarinense – Foto: Reprodução/Internet/NDBruna Maciel, esposa do atacante Fernandinho, do Brusque, sofreu assédio durante semifinal do Catarinense – Foto: Reprodução/Internet/ND

Nas redes sociais Bruna contou sobre como se sentiu durante o episódio de assédio. “Eu nunca me senti tão humilhada na minha vida, alguém precisa fazer algo. Até quando vamos ser agredidas porque estamos num estádio de futebol e seremos tratadas igual lixo?”.

Bruna ressaltou ainda que até a manhã desta segunda-feira (28), o clube não havia entrado em contato para saber como ela está. “Ninguém se manifestou. Ninguém mandou mensagem para mim perguntando como eu estou, nem para o meu marido”.

PM atua na identificação do suspeito

O Comandante da Polícia Militar de Brusque se manifestou sobre o episódio. Conforme ele, Bruna relatou todo o ocorrido e também ficou de enviar imagens do suspeito para que a PM possa atuar na identificação do homem.

Brusque emite nota

Ainda na noite de domingo (27) o Brusque emitiu uma nota para tratar sobre o caso de assédio. O clube informou que está averiguando o que ocorreu e também alegou repudiar qualquer ato de violência contra a mulher. Confira a nota na íntegra:

O Brusque informa que tomou conhecimento do ocorrido com a torcedora durante o jogo desta tarde, e está averiguando o acontecimento. Repudiamos qualquer ato de violência contra mulher.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Diversa+ na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...