Menina aborda policial durante ação e denuncia estupros do pai na Grande Florianópolis

Homem de 64 anos foi preso em flagrante em Angelina, após policiais encontrarem preservativos usados, espingarda e drogas na casa

A Polícia Civil prendeu, em flagrante, um homem de 64 anos suspeito de estupro. A vítima seria a própria filha, de 14 anos. A ação aconteceu nesta terça-feira (12), na cidade de Angelina, enquanto a guarnição procurava pelo autor de outro crime – um duplo homicídio, ocorrido no final de 2020, em São José.

Viatura Polícia CivilAdolescente contou aos policiais que foi estuprada no dia da ocorrência, na terça-feira (12) – Foto: Polícia Civil/Divulgação/ND

Ao avistarem o suspeito do duplo homicídio, os policiais civis entraram em um sítio, onde estavam o homem e a adolescente, que moravam no local.

Enquanto agentes procuravam pelo homem, que havia fugido para um matagal, outros policiais permaneceram junto aos moradores. Na ocasião, então, perceberam um comportamento estranho da menina, que relatou a uma agente da DIC (Divisão de Investigação Criminal) que era estuprada pelo pai há, pelo menos, quatro anos.

A menina contou à agente que chegou a sofrer abusos sexuais no dia da operação policial, na terça-feira (12).

Vistoria

Durante buscas na casa, os policiais encontraram preservativos intactos e usados, descartados no lixo. Foram apreendidas ainda uma espingarda calibre 36, munições e drogas.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Arthur Lopes, o homem não reagiu à prisão. “A adolescente aparentava bem de saúde física, mas em situação de extrema vulnerabilidade”, revelou.

A vítima, após exames e perícias, foi entregue a uma de suas irmãs mais velhas, que não tinha conhecimento dos fatos.

O suspeito do duplo homicídico, que havia fugido, foi preso na quarta-feira (13).

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia