Militar reformado do Exército confessa ter matado mãe de vizinha em Itapoá

José Gonçalves de Lima é militar reformado das Forças Armadas e foi ouvido nesta quinta-feira (13) pela polícia

Foi ouvido na tarde desta quinta-feira (13), o militar reformado das Forças Armadas, José Gonçalves de Lima. Ele é suspeito de atirar e matar Sônia Regina Barbosa da Silva, no dia 7 de agosto, em Itapoá, no Litoral Norte de Santa Catarina. A mulher de 40 anos foi assassinada com sete tiros dentro da casa da filha.

Sônia foi assassinada com sete filhos e Evelyn foi agredida pelo vizinho – Foto: Redes sociais/Divulgação/ND

José foi ouvido em Curitiba, onde se apresentou durante a semana. De acordo com o delegado Saul Bogoni Júnior, ele confessou o crime e deve ser indiciado por homicídio, tentativa de homicídio e lesão corporal. “Ele confessou que perdeu a cabeça, que eles vinham brigando há muito tempo e que perdeu a cabeça”, diz o delegado.

O militar reformado era vizinho de Evelyn Regina Martins, filha de Sônia e, de acordo com a polícia, os desentendimentos eram constantes e no dia do crime, a vítima estava na casa da filha.

Depois de uma nova discussão, ela foi até a delegacia registrar um boletim de ocorrência e quando voltou para a casa da filha, foi surpreendida. José invadiu a casa e disparou contra Sônia, que estava na cozinha e morreu no local. Ele ainda agrediu Evelyn antes de fugir.

O delegado afirma que deve finalizar o inquérito nos próximos dias e remeter o caso à Justiça. Apesar de José ter colaborado com o trabalho da polícia, não está descartado o pedido de prisão preventiva.

+

Polícia