Motorista de aplicativo é vítima de latrocínio em São José

Roubo foi anunciado no fim da corrida pelos três passageiros; vítima se negou a entregar seus pertences, foi atingida por um tiro e não sobreviveu

Um motorista de aplicativo, de 52 anos, foi vítima de latrocínio, no bairro Colônia Santana, em São José, na madrugada da última sexta-feira (16). Segundo informações da polícia, três homens participaram da corrida, que começou no bairro Caminho Novo, na Palhoça. Os suspeitos anunciaram o roubo no fim da viagem, mas a vítima resistiu e não quis entregar seus pertences. Ele foi atingido por um tiro no abdômen e não resistiu.

Amr Abdelaziz Mostafa Elsayed estava em Santa Catarina há cerca de dois anos – Foto: Divulgação/NDAmr Abdelaziz Mostafa Elsayed estava em Santa Catarina há cerca de dois anos – Foto: Divulgação/ND

Os próprios moradores do local registraram a ocorrência, após ouvirem gritos na rua. Após os três suspeitos fugirem, levando o carro do motorista e também seus pertences pessoais, o Samu e os Bombeiros foram acionados.

A vítima, o egípcio Amr Abdelaziz Mostafa Elsayed, foi encaminhada para o Instituto de Cardiologia do Hospital Regional de São José, onde morreu na tarde do último domingo (18). Amr estava em Santa Catarina há cerca de dois anos. Ele deixa a esposa e um filho no Egito.

A Polícia Civil de São José está investigando o caso. O delegado William Cezar Salles disse que o carro do motorista foi recuperado e uma pessoa foi detida. “A princípio tem um suspeito, mas temos que averiguar até que ponto ele realmente participou desse crime. Parte da equipe já está em novas diligências para buscar mais subsídios na investigação desse caso”, informou o delegado. O carro vai passar por perícia, na tentativa de achar impressões digitais.

Confira mais detalhes na reportagem do Balanço Geral Florianópolis.

+

BG Florianópolis

Loading...