Noiva que esfaqueou acionista da Hering em SC é solta

Empresário Paulo "Puc" Hering foi ferido pela companheira na tarde desta quarta-feira (11)

A mulher de 55 anos presa por esfaquear o companheiro de 71 em Penha na tarde de quarta-feira (11) foi liberada pela Justiça. Nadir Nádia Bonanomi dos Santos havia sido levada para o Complexo Penitenciário da Canhanduba, em Itajaí, e foi solta nesta quinta-feira (12).

Mulher estava caminhando para casa quando foi encontrada por policiais após esfaquear noivo – Foto: PM/DivulgaçãoMulher estava caminhando para casa quando foi encontrada por policiais após esfaquear noivo – Foto: PM/Divulgação

O advogado de defesa de Nadir, Jean Dias, pretende alegar que ela agiu em legítima defesa. Ele afirma que a motivação não foi ciúmes, mas confirma que houve uma briga entre o casal que culminou no crime.

Dias também não confirmou se Nadir foi atacada ou agredida de alguma forma. O advogado afirmou que não poderia dar mais detalhes sobre a situação para não prejudicar as investigações.

Empresário recebeu alta

Conforme informações apuradas pela reportagem do ND+, o empresário Paulo Hering, conhecido como “Puc” Hering, recebeu alta nesta sexta-feira (13).

O ferimento, que atingiu o peito da vítima, não foi profundo e ele se recuperou bem. Com a melhora, Hering foi liberado pelos médicos.

Relembre o caso

Na tarde de quarta-feira (11) a Polícia Militar foi acionada para atender uma denúncia de tentativa de homicídio no bairro Armação de Itapocoroy em Penha. No local, uma mulher de 55 anos teria esfaqueado o noivo, de 71.

Quando os policiais chegaram ao local, o homem, que estava em uma cadeira de rodas e já havia sido atendido pelo Corpo de Bombeiros.

De acordo com informações colhidas pela PM, os dois eram noivos e pretendiam se casar em uma semana. A mulher foi detida e conduzida à delegacia de polícia onde foi autuada em flagrante.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Itajaí e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...