Nude publicado por engano vira caso de polícia em SC

Cinco pessoas foram indiciadas pela Polícia Civil por divulgação de fotos de mulher nua em Nova Erechim, no Oeste do Estado

A publicação de um nude por engano se tornou caso de polícia no Oeste de Santa Catarina. Em outubro deste ano uma mulher, de 38 anos, postou, sem querer, uma foto sua nua em seus stories no Instagram.

Assim que percebeu o erro, ela apagou a imagem, porém, foram feitos prints da foto que caiu na rede após ser compartilhada pelo WhatsApp.

Foto foi compartilhada pelo WhatsApp. – Foto: Rahul Ramachandram/ShutterstockFoto foi compartilhada pelo WhatsApp. – Foto: Rahul Ramachandram/Shutterstock

Após o registro do boletim de ocorrência, a Polícia Civil iniciou as investigações que comprovaram o compartilhamento criminoso realizado por cinco pessoas.

Os suspeitos de compartilhar o material são duas mulheres de Nova Erechim, de 48 e 60 anos, dois homens de Pinhalzinho, de 30 e 26 anos, e um homem de Saudades, de 30 anos.

De acordo com o delegado Jerônimo Marçal Ferreira, o compartilhamento de fotos contendo nudez é considerado crime desde que não possua o consentimento de quem tirou a foto.

Eles foram indiciados pelo crime de divulgação de cena de estupro ou de cena de estupro de vulnerável, de cena de sexo ou de pornografia. A pena é de um a cinco anos de reclusão.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...