Operação da PF contra tráfico internacional de drogas tem apreensão em Balneário Camboriú

Polícia Federal deflagrou prisões e apreensões em 13 estados brasileiros

Um mandado de busca e apreensão foi realizado nesta terça-feira (18), de manhã, em Balneário Camboriú. A ação faz parte da Operação Além-Mar da Polícia Federal (PF) de Pernambuco, que fez apreensões e prisões em 13 estados brasileiros. A investigação é sobre um esquema de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. Balneário Camboriú foi a única cidade catarinense com envolvidos na operação.

Operação da PF contra tráfico internacional de drogas tem apreensão em Balneário Camboriú – Foto: Polícia Federal de Pernambuco

Valores apreendidos na Operação Além-Mar – Foto: PF Pernambuco

Foram cumpridos 139 mandados de busca e apreensão e 50 mandados de prisão, 20 preventivas e 30 temporárias, em Santa Catarina, Alagoas, Bahia, Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, São Paulo e o Distrito Federal.

Entre os bens apreendidos são: sete aviões, cinco helicópteros, 42 caminhões e 35 imóveis urbanos e rurais (fazendas). Todos são ligados aos investigados e ao esquema criminoso. Também foi feito o bloqueio judicial do valor de R$100.000.000,00.

Confira algumas cenas da Operação da PF:


Operação Além-Mar

As investigações iniciaram em 2018 a partir de informações difundidas à Coordenação Geral de Prevenção e Repressão ao Tráfico de Drogas (CGPRE), da Polícia Federal, pela National Crime Agency (NCA).

Durante a fase sigilosa das investigações foram presas 12 pessoas e apreendidas mais de 11 toneladas de cocaína, no Brasil e na Europa. Entre os presos, um grande traficante que permaneceu foragido por 10 anos. Ele era procurado pela PF e pela NCA, do Reino Unido. Ele foi preso em Jundiaí (SP), em março do ano passado.

Mesmo em meio a pandemia do coronavírus e com o isolamento social imposto, o esquema criminoso não parou. De março à julho foram apreendidas mais de 1,5 toneladas de cocaína.

Quatro organizações criminosas autônomas foram investigados por tráfico internacional de drogas. A ação iniciou após toneladas de cocaína serem exportadas para a Europa pelos portos brasileiros, especialmente no Porto de Natal (RN).

As apreensões foram feitas em três fases:

– Internação da cocaína pela fronteira com o Paraguai e armazenamento no interior de São Paulo;

– Transporte interno da droga para as regiões de embarque marítimo e armazenamento em galpões;

– Transporte Internacional por embarque da droga em navios de carga ou veleiros.

+

Polícia