Operação Hefesto: polícia pede vistoria em restaurantes por carne imprópria para consumo

Após divulgação de ofício, delegado confirma pedido para Vigilância Sanitária inspecionar quatro restaurantes no Sul de Santa Catarina

A Polícia Civil de Morro da Fumaça solicitou que a Vigilância Sanitária de Santa Catarina inspecione quatro estabelecimentos suspeitos de comercializar carne imprópria para o consumo, no Sul de Santa Catarina. O documento oficial foi compartilhado na internet neste domingo (17).

Polícia Civil investiga quatro estabelecimentos suspeitos de comercializar carne imprópria para consumo no Sul de SC. Foto: Divulgação/NDPolícia Civil investiga quatro estabelecimentos suspeitos de comercializar carne imprópria para consumo no Sul de SC. Foto: Divulgação/ND

Segundo o delegado Márcio Campos Neves, que assina o documento, o material divulgado é verídico. “Esse ofício consta nos autos do processo, que se tornou público há uma semana. É apenas um pedido de inspeção”, afirmou.

No documento, dois restaurantes localizados em Içara, um supermercado em Laguna e uma lanchonete em Criciúma – todos no Sul de Santa Catarina, são apontados como suspeitos de comercializar os produtos impróprios para consumo.

Origem dos alimentos

Desde setembro deste ano, a Polícia Civil conduz a Operação Hefesto, que já levou 12 pessoas à prisão, apreendeu 520 quilos de carne bovina e equina, além de drogas, armas, munições, cheques e dinheiro na região Sul de Santa Catarina, especialmente em Morro da Fumaça.

Buscas da operação Hefesto em 16 de setembro num CTG no bairro Frasson, em Morro da Fumaça, no Sul de SC – Foto: Karol Carvalho/NDTVBuscas da operação Hefesto em 16 de setembro num CTG no bairro Frasson, em Morro da Fumaça, no Sul de SC – Foto: Karol Carvalho/NDTV

A operação é resultado de duas investigações iniciadas em maio de 2021, que apuram crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico, receptação, furto de gado, venda de carne de equinos/mula moídos para consumo humano, posse e venda de armas, venda de produto veterinário falsificado e organização criminosa.

+

Polícia

Loading...