Operação mira grupo que rouba lojas e carros em SC para trocar por drogas no MS

Objetivo é cumprir 30 mandados de busca e apreensão e 20 de prisão temporária em cinco cidades de Santa Catarina e duas do Mato Grosso do Sul

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta terça-feira (27) a operação “Sistema”. O objetivo é cumprir 30 mandados de busca e apreensão e 20 de prisão temporária em cinco cidades de Santa Catarina: Florianópolis, São José, Biguaçu, Garopaba e Balneário Camboriú. Outros dois mandados são cumpridos simultaneamente nas cidades de Naviraí e Iguatemi, no Mato Grosso do Sul.

Polícia Civil deflagrou operação no início da manhã desta terça-feira – Foto: Polícia Civil/Divulgação

As diligências buscam apurar a atuação de uma organização criminosa voltada à distribuição de drogas em toda a região da Grande Florianópolis. Os integrantes, conforme a polícia, praticavam roubos em comércios para aportar valores à organização, e roubavam veículos em Florianópolis para trocá-los por drogas no Mato Grosso do Sul.

“Essa organização criminosa fazia dos assaltos na região da Grande Florianópolis a sua moeda de troca para a aquisição de drogas no estado do Mato Grosso do Sul, para posterior comercializar os entorpecentes na região da Grande Florianópolis”, explica o delegado Cláudio Monteiro, da DEIC (Diretoria Estadual de Investigações Criminais).

Ainda segundo Monteiro, a maioria dos integrantes dessa organização já estão presos. Mesmo dentro do sistema prisional, na época em que estava preso no Mato Grosso do Sul, o líder da organização articulava ações criminosas do grupo e ordenava assaltos violentos.

Em um dos roubos um assaltante foi morto pelo proprietário de um estabelecimento comercial em Florianópolis.

A investigação foi iniciada em 2019. A ação é realizada por meio da DRE (Delegacia de Repressão a Entorpecentes) da DEIC com o apoio da Polícia Civil do Mato Grosso do Sul.

Também auxiliaram na operação as equipes da DECOD (Delegacia de Combate às Drogas) e CORE (Coordenadoria de Recursos Especiais), além da Polícia Militar por meio do 4° BPM, Bope, Choque e Canil, totalizando mais de 90 policiais envolvidos na operação.

+

Polícia