Pai confessa que matou filha de 5 anos em Guaramirim

Menina Evylin Vitoria Modrok foi encontrada morta com sinais de estrangulamento; crime chocou SC

Ubiratan Luis Modrock, pai da menina Evylin Vitoria Modrok, de apenas 5 anos, encontrada morta com sinais de estrangulamento neste sábado (12), em Guaramirim, confessou o crime.

Ubiratan Luis ModrockUbiratan Luis Modrock confessou que matou a filha em Guaramirim. – Foto: Redes Sociais/Divulgação ND

Segundo o delegado Paulo Reis Venera, da Polícia Civil de Jaraguá do Sul, inicialmente Ubiratan inventou uma ‘versão fantasiosa’ dizendo que alguém havia entrado na casa dele, mas depois de ser confrontado com as evidências e vestígios encontrados na casa, ele acabou confessando.

“Ele confessou que tirou a vida da filha usando uma camiseta dele. Teria estrangulado a criança na madrugada. Depois disso, usou uma faca para tentar tirar a própria vida, cortando os pulsos e o pescoço”, falou o delegado.

Delegado Paulo Reis Venera atendeu a imprensa na tarde deste sábado, 12 – Foto: Gladionor Ramos/Divulgação NDDelegado Paulo Reis Venera atendeu a imprensa na tarde deste sábado, 12 – Foto: Gladionor Ramos/Divulgação ND

Pela manhã, Ubiratan mandou uma mensagem para um vizinho inventando que alguém tinha entrado na casa dele à noite e tentado o atacar com uma faca, relatou o delegado. Disse que levou um golpe e acordou só no outro dia já com a filha morta.

“No entanto, ele disse que inventou essa história porque estava desesperado sem coragem de assumir o crime. Mas no final do interrogatório ele confessou que matou a filha”, reforça o delegado Paulo Reis Venera.

A motivação alegada por Ubiratan para cometer o crime contra a própria filha teria sido a separação. Disse ao delegado que a filha estava sofrendo com a separação e que ele não aguentava mais ver ela sofrer.

“Ele disse que estava entrando em desespero com essa situação e nessa madrugada, no auge do desespero, praticou o ato”, continua o delegado.

Ubiratan Luis Modrock após o depoimento sendo conduzido por um policial civil, na Delegacia de Polícia de Jaraguá do Sul – Foto: Gabriel Junior/Divulgação NDUbiratan Luis Modrock após o depoimento sendo conduzido por um policial civil, na Delegacia de Polícia de Jaraguá do Sul – Foto: Gabriel Junior/Divulgação ND

No  meio do depoimento, Ubiratan conversou com a outra filha dele, de mais de 20 anos, que estava na delegacia. Depois disso, chorou, voltou ao depoimento e confessou todos os detalhes do crime.

Próximos passos

A Polícia Civil agora vai verificar todos os relatos dados à polícia e vai tentar localizar o objeto do crime para concluir o inquérito. O delegado Paulo Reis Venera informou ainda que já colheu todas as provas no local do crime e análise do médico legista.

Ubiratan Luis Modrock ficará detido na Delegacia de Polícia de Jaraguá do Sul à disposição da Justiça Criminal.

Crimes

A princípio, o crime de Ubiratan Luis Modrock será qualificado como homicídio triplamente qualificado por motivo torpe (emprego de asfixia e por não ter dado chance de defesa à vítima).

Quanto à possibilidade de ser enquadrado em feminicídio, o delegado explicou que ainda precisa averiguar a motivação em outros elementos e prova, ouvindo a mãe de Evylin, por exemplo, para saber se, com essa prática criminosa, Ubiratan queria atingir a mãe ou era só “para acabar com o sofrimento da criança”, conforme argumentou em depoimento.

Evylin Vitoria Modrok, de apenas 5 anos, foi encontrada morta com sinais de estrangulamento – Foto: Redes Sociais/Divulgação NDEvylin Vitoria Modrok, de apenas 5 anos, foi encontrada morta com sinais de estrangulamento – Foto: Redes Sociais/Divulgação ND

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...