Pai e filhos gêmeos que morreram carbonizados em Florianópolis são identificados

Pessoas próximas às vítimas se manifestaram nas redes sociais sobre o trágico acidente que vitimou o pai e seus dois filhos na última terça-feira (11)

Foram identificados os corpos das três pessoas que morreram carbonizadas no incêndio em uma residência na noite da última terça-feira (11), em Florianópolis. Entre as vítimas, estavam o pai, Alessio Sávio Cognaco, de 56 anos, e seus dois filhos gêmeos,  Bruno e Lucas, de 7 anos.

Alessio era pai de dois meninos gêmeos – Foto: Internet/Divulgação/NDAlessio era pai de dois meninos gêmeos – Foto: Internet/Divulgação/ND

Nas redes sociais, amigos próximos das vítimas lamentaram a situação. “Meus sentimentos a todos familiares, me dói a alma saber que uma tragédia tão grande aconteceu, nessa família que sinto como minha”, disse uma conhecida das vítimas.

Gêmeos tinham apenas sete anos – Foto: Internet/Divulgação/NDGêmeos tinham apenas sete anos – Foto: Internet/Divulgação/ND

O incêndio

Por volta das 20h desta terça-feira, o CBMSC (Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina), foi acionado para o combate às chamas, na rua Irmã Bonavita, próxima ao limite entre os bairros Estreito e Capoeiras. A casa em que as vítimas estavam era de madeira, e o fogo se alastrou rapidamente.

Incêndio deixou três mortos na região continental de Florianópolis – Foto: Carolina Alves Silva/NDTV/divulgaçãoIncêndio deixou três mortos na região continental de Florianópolis – Foto: Carolina Alves Silva/NDTV/divulgação

Os corpos carbonizados foram encontrados na cozinha da residência, nos fundos da casa, segundo o Corpo de Bombeiros Militar. Os três estavam a cerca de 1 metro de distância cada. Segundo a Defesa Civil, o homem tinha cinco filhos, sendo que três moravam com ele.

O menino de 10 anos, que não estava em casa durante o incêndio, foi levado à casa de parentes. Outros dois filhos, de 17 e 20 anos, moram com outros familiares.

O incêndio iniciou na frente da casa de madeira, que foi totalmente consumida pelas chamas. Os bombeiros cortaram a energia elétrica e montaram duas linhas de atuação, uma de combate direto às chamas e outra para preservação das casas vizinhas.

Um laudo do Corpo de Bombeiros será elaborado e o documento, pelo prazo legal, tem 30 dias para ficar pronto. A Polícia Civil, via Delegacia do Continente, abriu um inquérito para investigar a causa do incêndio que, segundo repassado, teve origem na parte frontal da residência.

Corpo de Bombeiros tenta conter chamas em residência: ao menos três mortes confirmadas – Vídeo: Divulgação/CRBM

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...