Pancadaria entre jovens termina com dedo amputado em SC

Caso aconteceu na noite de domingo (4) no Oeste do Estado

Uma briga generalizada terminou com vários feridos na noite de domingo (4), no município de Pinhalzinho, no Oeste de Santa Catarina. A ocorrência foi atendida pela PM (Polícia Militar) pouco antes das 19h30 no bairro Maria Terezinha.

Caso aconteceu na cidade de Pinhalzinho, que é conhecida como a Capital da Amizade – Foto: Reprodução/NDCaso aconteceu na cidade de Pinhalzinho, que é conhecida como a Capital da Amizade – Foto: Reprodução/ND

Um dos envolvidos, de 29 anos, contou à polícia que foi a um bar jogar sinuca e encontrou o sobrinho, de 25 anos, brigando com outro jovem, de 24. Ele disse que entrou na confusão para defender o familiar e encerrou as agressões. 

Inconformado, segundo a polícia, o jovem (de 24) buscou em casa uma faca e voltou ao bar para resolver a situação. Novamente iniciou outra pancadaria, pois o jovem tentou esfaquear todos que lá estavam. 

O tio, por exemplo, que inicialmente tentou encerrar a primeira briga, sofreu cinco lesões de faca e facão na cabeça e no abdômen, mas não soube explicar quem foi o autor dos golpes. “Ele disse que tinha muitas pessoas envolvidas na briga”, diz a polícia.

A confusão seguiu até em frente a casa dele na rua Aderbal Ramos da Silva. Ele disse, ainda, que também revidou as agressões do rapaz de 24 anos. 

Aí, apareceu mais um  

Se não bastasse a confusão toda, apareceu mais um personagem na briga. Um homem, de 32 anos, disse aos policiais que estava passando pelo endereço quando avistou seu irmão (de 29 anos), envolvido na pancadaria. 

Ao se intrometer, o homem recebeu vários golpes de facão, sendo que um amputou o dedo mínimo. Ainda sofreu um corte na mão direita, duas facadas na costela e outra no abdômen. 

Os brigões foram levados aos hospitais da região para atendimento médico, mas passam bem. A Polícia Civil investigará a motivação da briga generalizada.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.

+

Polícia