Paulo Cupertino é preso irreconhecível 3 anos após matar ator e família; veja foto

Ele é acusado de matar o ator Rafael Miguel, de 22 anos, e seus pais; prisão ocorreu em São Paulo

Prestes a completar três anos da morte do ator Rafael Miguel, de 22 anos, e de seus pais, João Aloizio Miguel, de 52 anos, e Mirian Selma Silva Miguel, de 50 anos, o acusado pelas mortes, Paulo Cupertino Matias, foi preso nesta segunda-feira (16). A prisão foi cumprida pela Polícia Civil, em São Paulo.

Paulo Cupertino foi preso após três anos. – Foto: Polícia Civil/Divulgação/NDPaulo Cupertino foi preso após três anos. – Foto: Polícia Civil/Divulgação/ND

O assassinato ocorreu no dia 9 de junho de 2019. O acusado foi encaminhado ao 98º Distrito Policial, no Jardim Miriam, na Zonal Sul paulista. Cupertino deve ser levado à 6ª Seccional.

Ele foi encontrado após policiais receberem a informação de que estava na capital paulista. O assassino estava no topo da lista dos criminosos mais perigosos e procurados de São Paulo.

Relembre o crime

Rafael Miguel ficou conhecido do público brasileiro na infância por suas atuações na novela Chiquititas, exibida pelo SBT e também por comerciais de televisão.

Em uma noite de domingo, ele havia ido até a casa da namorada, Isabela Tibcherani, junto com seus pais. A ideia dele era conversar sobre o namoro com o sogro, o comerciante Paulo Cupertino Matias.

Na casa, a família de Rafael havia sido recebida por Isabela e pela mãe dela, Vanessa — que, mais tarde, revelou um histórico de agressões por parte do marido. Porém, mais tarde, Cupertino Matias chegou ao local armado. Exaltado, o criminoso decidiu eliminar o genro e os familiares. Atirou nas três vítimas, que estavam no portão da casa.

Paulo Cupertino é preso irreconhecível três anos após matar ator e famíliaPaulo Cupertino é preso irreconhecível três anos após matar ator e família

Um laudo elaborado pela Polícia Técnico-Científica de São Paulo mostrou que o atirador disparou 13 vezes. Rafael foi atingido por sete tiros — um na cabeça, outro no peito, três nas costas e dois no braço esquerdo. O pai foi baleado quatro vezes (uma peito, duas no braço esquerdo e uma no braço direito), e a mãe, duas (no peito e no ombro).

A possível motivação da tragédia

Segundo a Polícia Civil, Paulo Cupertino cometeu o crime por não aceitar o namoro do ator Rafael com sua filha, Isabela Tibcherani — que obteve na Justiça uma medida protetiva contra o pai.

A mãe do acusado, Lourdes, revelou que pouco antes do assassinato, Cupertino pode ter sido avisado que Isabela estaria grávida. Ela teria ouvido a versão de um conhecido e ex-funcionário do criminoso. A suposta mentira teria sido inventada pela mãe de Isabela para que a filha pudesse namorar com Rafael.

A fuga do assassino

Logo após balear as vítimas, Cupertino fugiu a pé pelas ruas do bairro da Pedreira, na zona sul de São Paulo, onde morava. As equipes da Polícia Civil encarregadas de investigar o caso iniciaram uma caçada ao assassino. O criminoso teria recebido a ajuda de amigos para financiar a fuga.

Pistas sobre o paradeiro de Cupertino foram checadas em diversas cidades do interior paulista, estados do país e até no exterior. A rota de fuga incluía passagem por fazendas no Mato Grosso do Sul e Paraguai e a emissão de um RG com dados falsos no Paraná.

Com informações do Portal R7*

Loading...