Perseguição, confusão e tiroteio são registrados na Via Expressa, em São José

Homens a bordo de um primeiro veículo perseguiram e fecharam um segundo automóvel antes de dispararem várias vezes contra um indivíduo com diversas passagens policiais

A Polícia Civil de São José, por meio da DIC (Divisão de Investigação Criminal), já diligencia atrás de homens que, na tarde desta sexta-feira (23), atentaram contra um indivíduo na faixa de rolamento da Via Expressa, em São José.

O caso foi atendido por volta das 16h25, horário de tradicional movimento na BR-282, denominada Via Expressa, que liga a BR-101 a capital Florianópolis. O período de tensão, somado a hora, refletiram em mais trânsito no local que já é conturbado.

Segundo boletim de ocorrência da PMSC (Polícia Militar de Santa Catarina), guarnições foram até a parte de São José da rodovia, no bairro Campinas, onde um homem de 32 anos estava a bordo de um veículo quando, repentinamente foi fechado por um segundo carro, cor prata, com diversos suspeitos dentro que efetuaram diversos disparos.

Segundo repassado nenhum dos tiros acertou a vítima. Os suspeitos saíram em direção não localizada por testemunhas e, até as 23h, ninguém havia sido preso. Um helicóptero da PMSC foi utilizado e chamou a atenção de moradores da região ao longo da tarde.

O alvo dos bandidos, ainda conforme repassado, tem diversas passagens policiais como posse de drogas, tentativa de homicídio, receptação e dano.

Em contato com o delegado William Cezar Salles, que responde pela DIC, o caso já está nas mãos dos agentes que “estão diligenciando” atrás dos suspeitos. Ninguém foi preso até o momento.

Mais uma tentativa de homicídio

O caso desta sexta-feira foi registrado e atendido ao longo da tarde. Mas ainda no final da noite da quinta-feira, mais uma vez em São José, no bairro Forquilinhas.

Por volta das 23h35, na rua Rui Carlin Ribeiro, um jovem de 16 anos foi atingido por disparo de arma de fogo. Apesar de ter sido atingido, o elemento que tem passagem por tráfico de drogas, passa bem depois de ter sido encaminhado ao Hospital Regional de São José.

Questionado sobre o que ocorreu, a vítima não soube dizer.

A Polícia Civil, no entanto, não cogita a relação dos crimes a princípio. Ninguém foi preso.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...