PM entra em choque com manifestantes anticorrupção em São Paulo

Confusão em frente ao Masp ocorreu no fim da marcha, e mobilizou 120 militares

R7/ND

PM atira bombas de efeito moral em manifestantes na avenida Paulista

A Polícia Militar atirou bombas de efeito moral para dispersar manifestantes contra a corrupção concentrados na Avenida Paulista em frente ao Masp (Museu de Arte de São Paulo) por volta das 18h20 deste sábado (21). A ação buscou liberar a avenida para o tráfego. Os manifestantes correram para o vão do Masp. A confusão ocorreu no momento em que a manifestação já estava próxima do fim. O trânsito foi liberado por volta das 19h. Em Florianópolis, a marcha contra a corrupção foi pacífica.

Iniciado perto das 16h30, o protesto contra a corrupção começou em frente ao museu, na pista sentido Consolação. Os manifestantes se alinharam para formar a expressão “SOS STF”, uma mensagem endereçada ao Supremo Tribunal Federal, para que seja agilizado o processo de julgamento do mensalão. Depois disso, a manifestação saiu do Masp até a Rua Bela Cintra, na Consolação, e de lá voltou no sentido Paraíso.

O grupo havia combinado seguir no sentido Paraíso até a Brigadeiro Faria Lima, onde a manifestação terminaria. Em vez disso, os manifestantes pararam em frente ao Masp e decidiram ocupar todas as faixas no sentido Paraíso. Eles resistiram à abordagem da polícia.

O tenente Adriano de Souza Fernandes afirma que duas pessoas foram detidas porque jogaram pedaços de pau e garrafas contra a polícia. Ele atuou em conjunto com 120 homens para dispersar o grupo.

Acesse e receba notícias de Florianópolis e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Polícia