Polícia alega negligência em caso da criança ferida em tirolesa em Pomerode

Perícia técnica não encontrou problemas mecânicos na atração; Ministério Público analisa inquérito

A Polícia Civil de Pomerode investigou a respeito do que aconteceu no dia em que uma criança de 7 anos caiu se feriu em tirolesa, em Pomerode. Após perícia efetuada no local, foi averiguado que o erro teria sido durante a colocação da criança na atração turística.

Menina de 7 anos caiu de uma altura de quase seis metros – Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros Militar de Pomerode/NDMenina de 7 anos caiu de uma altura de quase seis metros – Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros Militar de Pomerode/ND

No início de julho, o portal ND+ relatou que uma menina sofreu uma fratura na perna após cair de uma tirolesa, em um hotel fazenda, no bairro Testo Rega. A criança foi hospitalizada e ainda está se recuperando.

Segundo as informações da polícia, os laudos técnicos da perícia apresentaram eficiência dos equipamentos, certificações e treinamentos aos colaboradores do estabelecimento. Porém, chegaram à conclusão de negligência por parte dos colaboradores que operaram o serviço à criança.

Ainda de acordo com a polícia, o inquérito foi enviado ao Ministério Público para responder ao pedido de indiciamento das pessoas responsáveis. Caso aceito pelo poder judiciário, elas responderão ao crime de lesão corporal culposa.

A reportagem do ND+ entrou novamente em contato com o hotel fazenda, localizado no bairro Testo Rega, para tratar sobre o assunto, mas não obteve retorno até o fechamento deste material.

Relembre o caso

O acidente aconteceu no dia 13 de julho, por volta das 11h, quando uma criança caiu de uma altura de aproximadamente seis metros. As equipes dos bombeiros e do Samu atenderam a menina, que foi levada ao Hospital e Maternidade Rio do Testo, em Pomerode. A criança também foi internada no Hospital Santo Antônio, onde passou por uma cirurgia ortopédica.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...