Polícia descobre ataque em escola com coquetel molotov planejado por adolescentes

Primos de 13 e 15 anos usavam perfis falsos na internet para articular o plano

A polícia de Goiás descobriu um ataque planejado por dois adolescentes a uma escola do Rio Grande do Norte. Os primos de 13 e 15 anos usavam perfis falsos na internet para articular o plano, no qual pretendiam usar o chamado coquetel molotov. As informações são do Jornal da Record.

Ataque em escola era planejado por primos de 13 e 15 anos – Foto: Freepik/Reprodução/NDAtaque em escola era planejado por primos de 13 e 15 anos – Foto: Freepik/Reprodução/ND

Os pais e os menores foram levados até a delegacia, onde confessaram tudo. Após o atentado, os adolescentes também planejavam suicídio.

O plano lembra a chacina que ocorreu em Saudades, o Oeste de Santa Catarina, quando um jovem de 18 anos invadiu uma creche, armado com duas adagas, e matou cinco pessoas, entre elas três bebês.

O jovem de 13 anos mora no interior de Goiás, mas se mudaria para o Nordeste, onde sugeriu que o ataque poderia acontecer na escola em que fosse matriculado, já o de 15 anos mora no Rio Grande do Norte.

“Eles justificam que era uma vontade deles. São fãs de outros ataques que já ocorreram mundo afora”, explica a delegada Sabrina Leles.

Além disso, o adolescente de 13 anos tinha desenhado uma suástica na capa do celular. “Ali ele demonstra uma admiração, uma idolatria ao nazismo”, ressalta a delegada. Os jovens ficarão com as famílias.

A investigação foi realizada pela Secretaria de Operações Intgradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública. A polícia ainda acredita que outras pessoas estejam envolvidas, assim, o caso segue sob investigação da Polícia Federal.

+

Polícia

Loading...