Polícia desvenda caso de menina que voltou para casa embriagada e com roupas novas em SC

Menina de 13 anos saiu para ir ao mercado na tarde de domingo (17) e foi deixada em casa horas depois, embriagada e com roupas diferentes

O mistério que cercava o caso da menina de 13 anos que havia saído para ir ao mercado  no início da tarde de domingo (17), em Canoinhas, no Planalto Norte, foi rapidamente desvendado pela Polícia Civil.

Polícia Civil recebeu o caso, solicitou exames e arquivou antes mesmo de instaurar inquérito – Foto: Reprodução/GoogleMapsPolícia Civil recebeu o caso, solicitou exames e arquivou antes mesmo de instaurar inquérito – Foto: Reprodução/GoogleMaps

De acordo com o delegado Rui Orestes Kuchnir, da Dpcami (Delegada de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso), a suspeita da mãe, de que a menina pudesse ter sido estuprada foi descartada. “Atendemos a ocorrência e ela foi encaminhada para o IML [Instituto Médico Legal] para exames e eles foram negativos para o estupro e apontaram que ela nunca teve relações com conjunção carnal. O estupro foi descartado”, explica.

Segundo o delegado, a adolescente passou a tarde na casa de amigos, bebeu demais e quando eles perceberam que ela estava quase inconsciente, deram banho, trocaram as roupas e a deixaram em casa. “Ela se embriagou, passou a tarde bebendo, as meninas deram banho com medo de represália da mãe, por isso ela desconfiou”, complementa.

Com isso, a polícia descartou e arquivou o caso e não instaurou inquérito policial.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Joinville e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...