Polícia encontra casa usada por quadrilha que assaltou banco em Criciúma

Ação acontece após a Polícia Militar ter encontrado um galpão usado pelos criminosos para pintar os carros utilizados no assalto

O BOPE (Batalhão de Operações Policiais Especiais) encontrou em Morrinhos, no Rio Grande do Sul, uma casa que teria sido utilizada como local de transição para a fuga do crime em Criciúma, no assalto ao Banco do Brasil, na madrugada desta terça-feira (1º).

Objetos foram encontrados em casa supostamente utilizada pelos suspeitos – Foto: PMSC/DivulgaçãoObjetos foram encontrados em casa supostamente utilizada pelos suspeitos – Foto: PMSC/Divulgação

A cidade gaúcha fica a pouco mais de 100 quilômetros de distância de Criciúma. No imóvel, localizado no limite com o município de Três Cachoeiras (RS), foram encontrados roupas com sangue, acionador de explosivos e um veículo furgão.

Um homem foi detido no local. Conforme a SSP/RS, o suspeito teria recebido o valor de R$ 5 mil para limpar provas do crime que estavam na casa. Veja imagens dos objetos encontrados no imóvel.

À rádio Hulha Negra de Criciúma, o tenente-coronel Cristian Dimitri Andrade, do 9º Batalhão da Polícia Militar, afirmou que as diligências seguem para encontrar os demais integrantes da quadrilha.

“Além dos vestígios encontrados, é de extrema importância para capturarmos o restante da quadrilha”, afirmou.

Galpão em Içara

Na quarta-feira (2), a Polícia Militar encontrou um galpão em Içara, também utilizado pelos suspeitos. O local serviu para pintar os carros usados no assalto.

Nas imagens registradas durante a recuperação dos veículos, foi possível notar, no mínimo, dois carros de cores brancas pintados de preto.

Detidos em Passos de Torres

Os três indivíduos presos em Passos de Torres na tarde de quarta-feira, em um Citroen C4 branco com placas de Brasília, prestaram depoimento na Central de Polícia de Araranguá.

A oitiva teve início por volta da 1h e se estendeu durante toda a noite. A princípio foi divulgado que as prisões ocorreram em Torres, município gaúcho que faz divisa com Santa Catarina, mas a SSP/RS corrigiu a informação nesta quinta-feira.

+

Polícia