João Paulo Messer

Política, economia, bastidores e tudo que envolve o cotidiano e impacta na vida do cidadão de Criciúma e região.


Polícia de Forquilhinha investiga possível golpe inspirado em filme

Dono de lavação no Sul do Estado desaparece após montar suposto esquema de “pirâmide” financeira

A polícia ainda trata do caso apenas como desaparecimento do homem que é dado na cidade de Forquilhinha, no Sul do Estado, como autor do que seria um golpe milionário. Existem dezenas de supostas vítimas. Circulam nas redes sociais vídeos do que teria sido uma “assembleia” dos credores, realizada na quarta-feira da semana passada. Neles aparecem pessoas reunidas em uma conhecida garagem de lavação de carros, pertencente ao suspeito. Os fatos relatados remetem ao que acontece no filme “O Rei da Polca”

lançado em 2017, inspirado num fato verídico registrado no início da década de 2000 nos Estados Unidos.

Suposto autor de crime financeiro ainda não foi ouvido pela polícia – Foto: Policia Civil investiga suposto crime financeiroSuposto autor de crime financeiro ainda não foi ouvido pela polícia – Foto: Policia Civil investiga suposto crime financeiro

Aproveitando-se de sua popularidade na cidade e do fato dos investimentos financeiros no sistema bancário estarem rendendo taxas muito baixas, ele teria oferecido taxas bem atrativas e com isso trocado notas promissórias por consideráveis somas em dinheiro. Os juros dos primeiros meses teriam sido pagos normalmente, mas sobre a certeza da recuperação do capital ninguém tem notícias. Tudo corria bem até que na semana passada ele foi dado como desaparecido.

Como tudo é muito recente e as vítimas preocupadas com o temor de serem autuadas coautoras de um crime contra o sistema financeiro, a investigação se põe um caso delicado. O caso está com o delegado Ricardo Keller.

Relatos obtidos pela coluna, sem a possibilidade de identificar as fontes, revelam que ele teria começado com valores baixos pagando com novos empréstimos os juros vencidos e assim o caso se transformou em uma bola de neve. Comenta-se na cidade que o montante do dinheiro tomado por empréstimo seria superior a R$ 6 milhões.

No filme “O Rei da Polca” o autor dos crimes cumpriu cinco anos de prisão e retomou a carreira musical prometendo devolver o dinheiro a todas as vítimas.