Polícia prende ex-cunhado suspeito de planejar morte de motorista de aplicativo de Brusque

Amailton José dos Santos foi morto em Blumenau; corpo foi jogado no rio Itajaí-Açu em Ilhota e encontrado apenas em Itajaí

A Polícia Civil de Blumenau prendeu na manhã desta quarta-feira (27) dois suspeitos pelo homicídio do motorista de aplicativo Amailton José dos Santos, de 44 anos, ocorrido em agosto de 2020. Um dos suspeitos é um ex-cunhado da vítima.

Polícia Civil prende dois suspeitos de assassinato de motorista de aplicativo em Blumenau – Foto: Divulgação/Polícia CivilPolícia Civil prende dois suspeitos de assassinato de motorista de aplicativo em Blumenau – Foto: Divulgação/Polícia Civil

Mais de um ano depois do crime, a Polícia Civil conseguiu reunir indícios suficientes para pedir a prisão preventiva de dois suspeitos pelo crime, além do cumprimento de três mandados de busca e apreensão.

Relembre o caso

Amailton José dos Santos saiu de casa, em Brusque, no dia 13 de agosto de 2020 para fazer uma corrida até Blumenau. Segundo a família relatou na época, na sequência ele iria até Florianópolis e voltaria para casa no dia seguinte, mas nunca retornou.

O motorista Amailton José dos Santos foi morto em agosto de 2020, ao cair em uma emboscada que teria sido armada pelo ex-cunhado, segundo a Polícia Civil – Foto: DivulgaçãoO motorista Amailton José dos Santos foi morto em agosto de 2020, ao cair em uma emboscada que teria sido armada pelo ex-cunhado, segundo a Polícia Civil – Foto: Divulgação

O desaparecimento do motorista deflagrou uma investigação para tentar localizá-lo. A Polícia Civil de Brusque iniciou a apuração dos fatos e identificou uma pessoa que teria abandonado o carro de Amailton e fugido em outro veículo, que mais tarde também foi identificado.

Em paralelo às investigações, o corpo de Amailton foi encontrado 10 dias depois do desapareciemnto, em 23 de agosto, boiando no rio Itajaí-Açu na cidade de Itajaí, no bairro Espinheiros. Uma semana depois o IGP (Instituto Geral de Perícias) confirmou que se tratava do motorista de aplicativo. A identificação foi feita por meio das impressões digitais.

O crime

Depois que o corpo foi encontrado, a investigação então passou a ser feita pela DIC (Divisão de Criminal) de Blumenau, pois a polícia conseguiu identificar que o crime havia acontecido na cidade.

Conforme a apuração, Amailton aceitou a corrida até Blumenau sem saber que era uma emboscada armada pelo ex-cunhado. Quando chegou ao bairro Fortaleza, a vítima foi abordada e levada para dentro da residência de um dos envolvidos, onde foi amarrada com fios de energia e morta.

Na sequência, o corpo foi levado até a cidade de Ilhota e jogado de uma ponte no rio Itajaí-Açu, onde foi levado pelas águas e localizado apenas em Itajaí. O carro da vítima foi abandonado em Brusque.

Motivação

Além dos dois presos nesta quarta-feira (27), há ainda um terceiro envolvido identificado, mas que ainda não foi detido.

Polícia Civil prende dois suspeitos de assassinato de motorista de aplicativo em Blumenau – Foto: Divulgação/Polícia CivilPolícia Civil prende dois suspeitos de assassinato de motorista de aplicativo em Blumenau – Foto: Divulgação/Polícia Civil

De acordo com a Polícia Civil, apesar da identificação dos suspeitos no crime, a motivação ainda não está esclarecida. A polícia trabalha com duas hipóteses: uma possível dívida contraída pela vítima em nome do ex-cunhado ou a uma situação de assédio sexual que teria sido praticada pela vítima contra a sobrinha do ex-cunhado.

Mesmo com as prisões, a investigação segue até a conclusão definitiva do inquérito policial. Os presos foram encaminhados ao Presídio Regional de Blumenau.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...