Policial militar morre em Joinville

Policial de 32 anos era natural do Paraná e atuava no 8º Batalhão de Polícia Militar de Joinville

Um policial militar de 32 anos morreu por volta das 3 horas desta terça-feira (1) em Joinville, no Norte do Estado. Segundo o 8º Batalhão de Polícia Militar, na tarde do dia 31, durante o atendimento de ocorrência na rua que culminou na apreensão de grande quantidade de entorpecente em Joinville, foi identificado que o policial cujas iniciais são C. J. S. S. cometeu um crime militar.

Após uma abordagem, o policial foi enquadrado no Artigo 244 do Código de Processo Penal Militar, que considera flagrante delito aquele que, entre outras situações, é encontrado, logo depois do delito, com instrumentos, objetos, material ou papéis que façam presumir a sua participação no fato delituoso. O policial estaria com uma carteira com dinheiro que não era dele.

Considerando a materialidade e os requisitos exigidos pelo Artigo 244, o soldado foi conduzido ao quartel do 8º BPM de Joinville para os procedimentos.

“Foi dada voz de prisão e lidos os direitos do policial. Todas as medidas exigidas por lei e necessárias para segurança foram adotadas, tais como recolhimento da arma e equipamentos do policial, busca pessoal, escolha de local adequado para oitiva, local para o pernoite, bem como a análise comportamental do conduzido”, informou o 8º BPM por meio de nota oficial.

Ainda segundo a nota do 8º BPM, ao término dos procedimentos da prisão em flagrante, o policial cometeu suicídio. No momento do fato, estavam presentes sua advogada e dois policiais militares.

De imediato, destacou o 8º BPM, foi dado atendimento ao policial, que chegou a ser conduzido ao hospital, mas ele não resistiu.

“O policial militar tinha três anos de serviço e todo apoio está sendo prestado a sua companheira neste momento tão triste para família e para corporação. A Polícia Militar lamenta os fatos ocorridos e se sensibiliza com familiares”, encerra a nota.

A Associação de Praças do Estado de Santa Catarina (APRASC) também se manifestou por nota nesta terça-feira (1). “É com muita tristeza que APRASC informa e lamenta a morte do soldado C. J. S. S. Ele era natural do Paraná, mas atuava no 8º Batalhão da Polícia Militar em Joinville.”

+

Polícia