Polícia Civil recupera R$ 20 milhões em maior apreensão da história de SC contra jogos

Operação foi deflagrada nesta quinta-feira (12) pela Polícia Civil, por meio da Delegacia de Investigação à Lavagem de Dinheiro

A PCSC (Polícia Civil de Santa Catarina) recuperou, nesta quinta-feira (12), R$ 20 milhões desviados por um grupo criminoso na Grande Florianópolis à exploração dos jogos de azar. A operação “Deu Zebra” contou com a Delegacia de Investigação à Lavagem de Dinheiro, a fim de coibir o crime e de bloquear o patrimônio levado pelos bandidos.

Operação “Deu Zebra” recupera R$ 20 milhões roubados em jogos de azar na Grande Florianópolis – Foto: PCSC/Divulgação/NDOperação “Deu Zebra” recupera R$ 20 milhões roubados em jogos de azar na Grande Florianópolis – Foto: PCSC/Divulgação/ND

Investigações preliminares apontaram que os integrantes do grupo, encarregados de explorar as bancas dos jogos de azar, ostentavam um histórico policial relacionado ao jogo do bicho, por ser uma atividade extremamente lucrativa.

Investigação mirava o grupo desde 2021Investigação mirava o grupo desde 2021

A partir dele, eles investiam os recursos provenientes da atividade na compra de bens de luxo em nomes de “laranjas” para poderem movimentar grandes quantidades de valores por vez.

Ao todo, “estão sendo cumpridos 9 ordens judiciais de busca e apreensão, mais algumas medidas de sequestros de bens”, confirmou o delegado Jeferson Prado.

Ele ainda comentou que essa é, de fato, em termos de bens apreendidos, a maior operação da história de Santa Catarina contra a prática.

Eles ainda buscam 18 imóveis, 19 veículos e uma empresa que eram utilizadas pelos criminosos em suas atividades ilegais. As iniciativas também  localizaram dispositivos eletrônicos utilizadas para a mineração de criptomoedas, adquiridos possivelmente com a prática ilegal.

Veículos e imóveis também foram apreendidos pela Polícia Civil, que desde 2021 investiga a quadrilha, após valores em espécie que estavam em posse do líder do grupo serem localizadas no bairro Capoeiras, em Florianópolis.

Dinheiros, posses e bens estimados em R$ 20 milhões foram recuperados pelos policiais – Vídeo: PCSC/Divulgação/ND

A polícia prevê que maiores valores possam ser recuperados após o processamento final de algumas medidas.

Toda a ação contou também com o apoio das demais unidades especializadas da DEIC (Diretoria Estadual de Investigações Criminais).

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Grande Florianópolis na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...