Servidor da saúde de Nova Erechim é agredido em dia de vacinação contra a Covid-19

Filho de idosa que alegou não receber a vacina agrediu o servidor; ela estaria fora do prazo para a segunda dose

Um servidor da saúde de Nova Erechim, no Oeste de Santa Catarina, que não quis se identificar, foi agredido pelo filho de uma idosa, que não teve a idade revelada, no último sábado (17). O motivo da agressão teria sido a vacinação contra a Covid-19. A aplicação era da segunda dose para idosos de 73 a 74 anos.

Servidor foi agredido no dia da vacinação contra a Covid-19Agressão ocorreu no dia de vacinação contra a Covid-19 no município – Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil/Arquivo/ND

Segundo ele, a idosa chegou ao posto de saúde para receber a segunda dose do imunizante. Porém, ela teria tomado a primeira dose há menos de 28 dias e, por isso, estava fora do prazo estipulado para a segunda aplicação.

A idosa foi orientada pelo servidor a retornar dentro do prazo correto para a vacinação. “Ela ficou revoltada. Alegou que estávamos negando vacina para ela e foi para casa brava. Quando acabou a vacinação eu estava indo para casa e um carro parou na saída do posto. Era o filho dela que desceu me xingando”, contou.

O servidor saiu do carro com o filho da idosa o acusando de desviar vacina e negar a dose para a sua mãe. “Ele deu dois chutes na porta do carro e me deu um tapa na cabeça. Na segunda tentativa de agressão me defendi. Ele me xingou mais um pouco, embarcou no carro e foi embora”, relatou.

O caso foi registrado em BO (Boletim de Ocorrência) nesta segunda-feira (19) e segue os trâmites legais.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Chapecó e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...