Suspeito de participar de assalto no aeroporto de Blumenau é preso em SP

Homem era um dos assaltantes mais procurados do país. Investigações apontam que ele também é responsável pelo maior roubo da história do Paraguai

A Polícia Civil de São Paulo prendeu nesta quarta-feira (13) um dos assaltantes mais procurados do país. Ele é suspeito de ter participado de uma série roubos audaciosos no Brasil e Paraguai. Entre os crimes está o assalto ao Aeroporto Quero-Quero, no dia 14 de março de 2019, em Blumenau.

Suspeito de participar de assalto ao Aeroporto de Blumenau é preso em SP – Foto: Divulgação / Polícia Civil São PauloSuspeito de participar de assalto ao Aeroporto de Blumenau é preso em SP – Foto: Divulgação / Polícia Civil São Paulo

O homem de 45 anos foi capturado pelos policiais da 5ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos, em um imóvel na cidade de Limeira, no estado de São Paulo. Não houve resistência por parte do suspeito durante a prisão. A casa onde ele estava foi inspecionada, mas nenhum tipo de armamento ou explosivo foi encontrado.

Segundo as investigações da Polícia Civil, o homem é especialista em invasões e explosões de empresas de transportes de valores, agências bancárias e aviões pagadores. Ele também é apontado como um dos criadores da modalidade de assalto conhecida como “novo cangaço”.

Ele estava foragido desde 2014, quando foi resgatado por integrantes de uma quadrilha do Centro de Detenção Provisória de Franco de Rocha, na Grande São Paulo. O presídio foi atacado por indivíduos armados de fuzis. Ele conseguiu fugir e permaneceu solto até então.

Participação em outros assaltos

As investigações apontam que, além do assalto em Blumenau, o homem também participou do assalto no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas, há dois anos. Segundo a Polícia, durante o roubo ele perdeu o irmão em uma troca de tiros.

Ele também é suspeito de participar de assaltos em agências bancárias, casas lotéricas, carros-fortes e transportadoras de valores, além de liderar a invasão a uma base de transporte de valores no Paraguai. O crime é considerado o maior roubo ocorrido no país até então.

Assalto ao Aeroporto de Blumenau

Com a prisão desta quarta-feira (13) o número de suspeitos presos pelo envolvimento no assalto ao Aeroporto Quero-Quero, em Blumenau, chegou a sete. Há exatamente um ano, a Polícia Civil de Santa Catarina indiciou oito pessoas pelo crime. A maioria do grupo é formada por criminosos de São Paulo.

Durante o assalto, em 14 de março de 2019, uma jovem de 22 anos foi morta e dois vigilantes da empresa de valores foram gravemente feridos. Os criminosos fugiram levando R$ 9,8 milhões. O caso era considerado o maior roubo já registrado em Santa Catarina, até o assalto ao Banco do Brasil em Criciúma, no fim do ano passado.

Acesse e receba notícias de Blumenau e região pelo WhatsApp do ND+

Entre no grupo
+

Polícia