Tortura, lesões físicas e psicológicas: caso de violência doméstica choca polícia em SC

Agressor foi preso preventivamente nesta semana em Blumenau; detalhes da investigação chocam

Uma jovem que iniciou relacionamento há poucos meses se tornou, momentaneamente, distante da família. Enquanto isso, dentro de sua casa, sofria violência física e psicológica por horas a fio. Tudo na frente do filho, uma criança. Com o sumiço, a família foi à delegacia buscar ajuda. A investigação chocou até mesmo a polícia, que prendeu o acusado nesta quarta-feira (12) em Blumenau, no Vale do Itajaí.

São José terá auxilio moradia para mulheres vítimas de violência doméstica – Foto: Divulgação/NDSão José terá auxilio moradia para mulheres vítimas de violência doméstica – Foto: Divulgação/ND

Segundo o delegado Felipe Orsi, responsável pela investigação, a situação em que vivia a mulher enviava um alerta grave, que mostra o quão essencial é a rede familiar. Se a denúncia não tivesse sido feita, “um final trágico poderia ter acontecido”, ressalta.

Vítima chegava a desmaiar

A investigação retratou uma cena de terror que chocou até os policiais. A mulher era agredida pelo companheiro por horas a fio, chegando, em diversas situações, a desmaiar. Há relato de que, em certo dia, o homem iniciou a tortura de manhã, parando de bater na mulher à noite. Entre as lesões físicas deixadas, a mulher chegou a ter um dente quebrado.

Todo o horror era presenciado pelo filho da jovem, uma criança, que também apanhou do agressor. De acordo com a polícia, o acusado era um homem forte, que fazia uso, inclusive, de anabolizantes.

Violência psicológica

Para impedir que a violência viesse à tona, o homem passou a violentar psicologicamente a vítima. Segundo a polícia, ele controlava todos os seus passos e impedia que ela entrasse em contato com a família.

Foi o afastamento da família que levantou a suspeita para os pais, que, de forma corajosa, procuraram ajuda na DPCami (Delegacia de Polícia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso). “Familiares e amigos devem servir como uma rede de proteção em casos como esse”, reforça Orsi.

Autor já havia sido preso por violência doméstica

A Polícia Civil, por meio da DPCami e da DIC (Divisão de Investigação Criminal), prendeu o autor nesta quarta-feira (12) em Blumenau. O homem vai responder por tentativa de feminicídio, tortura, cárcere privado, lesões corporais, violência psicológica, dentre outros delitos.

Ele já havia sido preso outras duas vezes por violência doméstica. O inquérito policial deve ser finalizado nos próximos dias.

Participe do grupo e receba as principais notícias
de Blumenau e região na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...