VÍDEO: casa de ex-militar acusado de assassinato pega fogo em Itapoá

Suspeita da Polícia Civil é de que o incêndio tenha sido criminoso

A casa do ex-militar suspeito de assassinar Sônia Regina Barbosa da Silva foi atingida por um incêndio na noite da última sexta-feira (11), no bairro Palmeiras, em Itapoá.

Segundo o Corpo de Bombeiros Militar da cidade, ao chegar no local, as chamas já consumiam toda a residência. Não havia ninguém em casa no momento do incêndio.

De acordo com a delegada Milena de Fátima Rosa, a Polícia Civil trabalha com a hipótese de que a ação tenha sido criminosa, uma vez que houve duas tentativas anteriores de incêndio no local ainda no mês de setembro. Nas duas vezes, os vizinhos apagaram o fogo.

“Por isso, a gente entende, mesmo que o laudo ainda não esteja concluído, que há possibilidade de um incêndio criminoso”, explica Milena.

Relembre o caso de homicídio

Sônia Regina Barbosa da Silva, 40 anos, foi morta com sete tiros no dia 7 de agosto, na casa da filha, em Itapoá, no Litoral Norte do estado. Ela havia acabado de registrar um boletim de ocorrência contra o suspeito, que é militar reformado das Forças Armadas, depois de uma discussão entre eles. A briga teria sido ocasionada por uma reclamação de barulho.

+

Polícia