VÍDEO: Homem se masturba e ejacula nas pernas de jovem em ônibus no Rio Grande do Sul

No vídeo ela enfrenta o homem que a assediou; alunas da Unipampa protestam sobre a falta de segurança na parada de ônibus da universidade

Um caso de assédio tem repercutido nas redes sociais. Um homem de 23 anos se masturbou e ejaculou nas pernas de uma jovem que estuda na Unipampa (Universidade Federal do Pampa), no Rio Grande do Sul, no campus de Bagé, nessa quinta-feira (23).

No vídeo que circula nas redes sociais, gravado pela estudante, ela questiona o assediador sobre o que era a sujeira nas suas calças. Ele responde dizendo que era urina e pede desculpas, porém, a estudante pergunta outra vez e mostra as calças sujas de sêmen.

De acordo com informações do portal Expresso Pampa, a estudante disse que estava de fone de ouvido e usando o celular, por isso não percebeu a ação do homem. Após se levantar para descer na parada final de ônibus que dá acesso à Unipampa, outro passageiro a avisou sobre a sujeira na calça.

Confira o vídeo:

Após publicar o vídeo de denúncia, a vítima também registrou um Boletim de Ocorrência.

A reportagem do ND+ fez contato com a DEAM (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher) do município de Bagé para falar com a delegada responsável sobre o caso, Daniela Barbosa de Borba, que afirmou que uma denúncia foi feita e o caso está sendo investigado.

Alunas realizam manifestação na universidade

Para chamar a atenção sobre a falta de segurança na parada de ônibus da universidade, as estudantes planejam realizar dois atos. Segundo elas,  local é pouco iluminado e “muitas vezes está vazio, tendo que andar ao menos 500 metros para buscar ajuda em caso de alguma situação como essa”.

De acordo com a estudante de Letras da Unipampa, Natália Lliovett, algumas pessoas que souberam do caso foram até a casa do assediador e o teriam agredido, mas a família do homem declarou que ele tem problemas psicológicos.

De acordo com Natália, as estudantes farão duas mobilizações para discutir medidas que possam trazer mais segurança para toda a comunidade acadêmica que, diariamente, necessita utilizar o serviço de transporte público e sobretudo criar uma rede de solidariedade à vítima do ocorrido.

“Precisamos nos posicionar em momentos como esse para que nenhuma outra mulher esteja à mercê de violências como esta”, ressalta Natália.

A primeira manifestação será nesta sexta-feira (24), às 16h, e a segunda será na segunda-feira (27), às 18h, ambas no hall de entrada da Unipampa.

Em nota a Prefeitura de Bagé falou sobre a falta de iluminação no local.

“O município de Bagé informa que atua na manutenção de redes de baixa tensão e troca de lâmpadas. Atualmente, inclusive, está substituindo 14 mil pontos de iluminação por lâmpadas de led. No caso da Unipampa e arredores, a Prefeitura, embora não tenha sido instada sobre o assunto, notificará a empresa Equatorial, concessionária da iluminação e a quem cabe a atuação em relação às redes de alta tensão, para que sejam instalados mais postes no local”.

A reportagem do ND+ tentou contato com a universidade, mas não obteve retorno até o fechamento desse texto. O espaço está aberto.

Participe do grupo e receba as principais notícias
da Diversa+ na palma da sua mão.

Entre no grupo Ao entrar você está ciente e de acordo com os
termos de uso e privacidade do WhatsApp.
+

Polícia

Loading...