VÍDEO: pessoas são flagradas pegando dinheiro da rua após ataque em Criciúma

Em imagens, que circulam nas redes sociais, populares recolhem células deixadas pelos assaltantes após a ação que aterrorizou a cidade do Sul do Estado

Imagens que circulam nas redes sociais mostram vários moradores de Criciúma recolhendo o dinheiro deixado nas ruas após o ataque criminoso que aterrorizou a cidade do Sul do Estado na madrugada desta terça-feira (1).

Várias pessoas foram flagradas pegando dinheiro das ruas de Criciúma – Foto: Reprodução/Redes SociaisVárias pessoas foram flagradas pegando dinheiro das ruas de Criciúma – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Segundo a polícia, dezenas de bandidos, a bordo de veículos de luxo, cercaram acessos do município e renderam populares e funcionários municipais que realizavam a limpeza das ruas. Ao menos duas pessoas ficaram feridas.

Em um vídeo é possível ver as pessoas juntando as notas do chão, que teriam sido deixadas pelos assaltantes. No entanto, não há informações oficiais se o despejo do dinheiro foi proposital ou não.

Segundo o delegado Vitor Blanco Júnior, em entrevista ao SC no Ar, foram recolhidos aproximadamente R$ 300 mil reais que estavam nas ruas da cidade. Quatro pessoas chegaram a ser presas com duas malas de dinheiro. Segundo o que foi apurado pela equipe da NDTV, as apreensões já chegam a R$ 810 mil.

Apesar de estar em um local público, a prática é considerada crime, segundo o artigo 180 do Código Penal. Adquirir, receber ou transportar qualquer objeto ou valor que seja produto de crime pode levar a pessoa a ser punida com uma pena de até quatro anos de reclusão.

As cenas aterrorizantes repercutiram em todo o país durante a madrugada. Nesta manhã, equipes da Secretária de Estado da Segurança Pública estão indo a Criciúma para ajudar na investigação sobre o caso.

Também há um esquadrão anti-bombas do Bope para desarmar supostos artefatos explosivos que teriam sido colocados no local.

Além disso, a polícia já pediu auxílio para equipes do Paraná e do Rio Grande do Sul para localizar os criminosos. Veículos que teriam sido usados na ação foram encontrados na cidade de Nova Veneza, que fica próxima a Criciúma.

+

Polícia